A empresa assume a culpa depois que o cliente morre esmagado na cadeira do cinema

A empresa britânica Vue Entertainment assumiu a culpa depois que um jovem foi esmagado até a morte em uma cadeira elétrica reclinável em Birmingham, Reino Unido, em março de 2018.

De acordo com o The Sun, a empresa reconheceu que falhou em garantir a segurança do cliente. Ateeq Rafiq, 24, foi esmagado até a morte enquanto tentava encontrar as chaves e o telefone debaixo da cadeira. O assento onde a vítima estava sentada tinha um apoio para os pés que caiu sobre ele.

Segundo o UOL, trabalhadores do cinema tentaram por 15 minutos liberar Ateeq do assento, mas os botões que acionavam o apoio para os pés não funcionaram. Os paramédicos chegaram e conseguiram levar Rafiq ao hospital, mas ele morreu de falta de oxigênio no cérebro.

Vue admitiu a culpa por não garantir que as pessoas não ficassem expostas a riscos à sua saúde e segurança e por não fazer uma avaliação de risco adequada em relação ao uso de assentos elétricos no cinema.

A investigação da morte da vítima apontou que no assento onde Ateeq estava sentado faltava um bar que permitiria sua libertação. A sentença do caso foi adiada até 20 de julho.

Source