A missão chinesa Tianwen-1 tira belas fotos dos pólos de Marte; olhar!

O ano de 2021 é marcado por várias missões de exploração do planeta Marte, incluindo a chinesa Tianwen-1, que entrou na órbita marciana em fevereiro deste ano. A missão leva um rover e um módulo de pouso, programado para pousar em maio no Planeta Vermelho. Até então, a espaçonave continua a orbitar o planeta e captar belas imagens, como as recentemente divulgadas pela agência espacial chinesa CNSA, onde Marte se apresenta em uma fase crescente.

Existem duas imagens tiradas separadamente. Uma do hemisfério norte e outra do sul, com a câmera de média resolução Tianwen-1 – a primeira missão interplanetária da agência chinesa. Nos registros, os pólos do planeta são iluminados pelo Sol em um belo contraste do vermelho com a escuridão do espaço profundo. Também é possível observar a bela atmosfera marciana. As fotos foram capturadas pela sonda a uma distância de aproximadamente 11 km.

Hemisfério norte de Marte, capturado pela sonda Tianwen-1, em 18 de março deste ano, a cerca de 11 mil quilômetros de distância (Imagem: Reprodução / CNSA)

Atualmente, Tianwen-1 segue uma órbita polar que o coloca entre 280 e 59 mil quilômetros de distância do planeta. A imagem em que o hemisfério sul é iluminado foi tirada em 16 de março, enquanto a do hemisfério norte em 18 de março. A órbita da espaçonave permite que ela sobrevoe áreas de Marte que são candidatas a locais de pouso. A missão visa estudar a geologia do planeta, o campo gravitacional e a distribuição da água, além de outros fins científicos.

Hemisfério sul marciano. registrado em 16 de março (Imagem: Reprodução / CNSA)

A espaçonave está avaliando o melhor local de pouso, enquanto captura e analisa as imagens de alta resolução da câmera da espaçonave.

Fonte: Space.com

Gostou deste artigo?

Assine seu e-mail no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas novidades do mundo da tecnologia.

Source