Agronegócio devorando savana cerrado


FOCO
FOCO © FRANCE 24

De:

Fanny LOTHAIRE

|
Louise RAULAIS

|
Tim VICKERY

|
Pierre LE DUFF

Apesar da pandemia de Covid-19, a soja brasileira nunca vendeu tão bem, devido à queda no valor da moeda brasileira e às tensões comerciais entre os EUA e a China. A produção do maior exportador mundial atingiu nível recorde neste ano, principalmente no oeste da Bahia. Mas o desenvolvimento da agricultura intensiva consumiu 50% da vegetação do “Cerrado”, um tipo de savana tropical. Como resultado, os recursos hídricos foram esgotados, os ecossistemas destruídos e as comunidades de pequenos agricultores despojadas. Nosso relatório de correspondentes no Brasil.

.