ANS suspende comercialização de 12 planos de saúde


A Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) divulgou a lista de planos de saúde que terão a comercialização suspensa temporariamente, a partir desta sexta-feira (11), por conta de reclamações relacionadas à cobertura de saúde. Nesse ciclo, a ANS ordenou a suspensão de 12 planos de três operadoras em decorrência de reclamações feitas no terceiro trimestre.

Ao todo, segundo a ANS, 12.290 beneficiários estão protegidos pela medida, uma vez que esses planos só podem ser revendidos para novos clientes se as operadoras apresentarem melhora no resultado.

A medida faz parte do Monitoramento da Garantia do Serviço, que acompanha regularmente a atuação do setor na proteção ao consumidor.

Além das suspensões, a ANS também divulgou a lista de planos que podem ser re-comercializados. Nesse ciclo, três planos de duas operadoras tiveram a venda liberada por meio de monitoramento.

De acordo com a agência, as reclamações recebidas consideradas no monitoramento referem-se ao não cumprimento dos prazos máximos para realização de consultas, exames e cirurgias ou recusa de cobertura de atendimento. Com base nessas informações, as operadoras são classificadas em faixas, possibilitando uma análise comparativa entre elas e ocasionando a suspensão da comercialização dos planos mais reclamados.

Quando uma operadora tem um produto com comercialização suspensa em decorrência de monitoramento, não pode cadastrar nenhum novo plano análogo ao da lista suspensa, nem receber novos beneficiários de planos de saúde com comercialização suspensa por esse motivo (exceto de novo cônjuge ou filho, e ex-empregados ou demitidos).

Treinamento gratuito: André Moraes mostra como identificar operações com potencial de rentabilidade na bolsa em uma série de 3 vidas – assista!