Após 180 mil mortes, Bolsonaro diz que “a liberdade vale mais do que a própria vida”


Em meio à pandemia do novo coronavírus, que já causou 180 mil mortes no Brasil, Bolsonaro mais uma vez reduziu o fato, dizendo que “a população deve evitar o pânico” e que “a liberdade das pessoas vale mais que a própria vida” editar


Assine o Boletim 247

Reuters – Jair Bolsonaro disse no sábado que a população não deve se deixar levar pelo pânico e ressaltou que a liberdade das pessoas vale mais do que a própria vida.

Em meio ao avanço da pandemia Covid-19 no país, com aumento de casos e óbitos e adoção de medidas restritivas por parte das prefeituras, o Presidente da República não falou diretamente sobre a doença.

“Não deixe o pânico nos dominar, nossa liberdade não tem preço, ela vale mais do que nossa própria vida”, disse ele em um breve discurso em uma formatura da Marinha.

O presidente Bolsonaro também fez uma citação em um discurso a uma passagem bíblica quando afirmou que “se você está fraco no dia da angústia, sua força é pequena”, citando o provérbio “quando o Estado avançar nos direitos e liberdades individuais, ele o fará dificilmente recuar ”.

Estiveram presentes o vice-presidente, Hamilton Mourão, o ministro da Defesa, Fernando Azevedo e Silva, e o comandante da Marinha, almirante Ilques Barbosa.

O conhecimento liberta. saber mais

Você que chegou até aqui, muito obrigado por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 são financiados por sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de várias maneiras. Veja como em brasil247.com/apoio