Assalto a banco em Criciúma teve participação de 50 bandidos, diz polícia | Renato Igor


O assalto à agência do Banco do Brasil, em 30 de novembro, em Criciúma, contou com a presença de 50 bandidos. A afirmação é do delegado Luis Felipe Fuentes, diretor do Deic (Diretoria Estadual de Investigações Criminais). Até então, havia cerca de 30 bandidos que participaram do crime no momento da ação. No total, com os criminosos que atuavam na logística e na preparação de furtos, o número de criminosos chega a 50.

Somos uma empresa familiar.> Assaltantes de banco sitiam centro de Criciúma, fazem reféns e queimam veículosSomos uma empresa familiar.

De 14 que já foram presos, nem todos se apresentaram naquela noite em Criciúma. “Alguns dos que prendemos não estavam em Criciúma no dia do crime, mas participaram da preparação do ato”, conta o policial.

Facção

O diretor do Deic descarta totalmente a participação de uma facção criminosa de São Paulo no assalto. “O que está em jogo é a participação de uma pessoa que tem vínculo com essa facção. Mas o ataque não foi patrocinado por ela. Está totalmente descartada a hipótese de o assalto ter sido perpetrado pela facção ”, diz Fuentes.

A compra da vacina não pode repetir a onda de respiradores em SC
Lei é fundamental para garantir volta às aulas em 2021 em SC

O valor roubado é estimado em R $ 80 milhões. A polícia recuperou R $ 1 milhão até agora.

Ouça a entrevista com o delegado Luis Felipe Fuentes:

Somos uma empresa familiar.