Carlos Bolsonaro apresenta projeto para banir expressões como “todes” ou “todxs”


O vereador Carlos Bolsonaro (PSC-RJ) apresentou um projeto de lei na Câmara do Rio de Janeiro em que pretende proibir o uso de “novas formas de inflexão de gênero e número” em português, ou seja, banir a neutralização de gênero no vocabulário.

A medida, se aprovada, aplica-se às escolas municipais mantidas pela Secretaria Municipal de Educação, na rede particular de ensino do município e em licitações públicas.

O projeto prevê penalidades para escolas particulares que desobedecerem à medida, como advertência e suspensão do licenciamento.

Ou seja, Carluxo quer tirar de circulação palavras como “todes” ou “todxs”, “querides” ou “queridxs” e assim por diante.

Segundo ele, a linguagem está sendo “pervertida para atender à pressão de pequenos grupos que pretendem derrubar sua norma cultural para implementar uma degenerescência estranhamente chamada de linguagem neutra”.

Afirmou ainda que as mudanças linguísticas não acontecem para “ir de encontro às diretrizes da identidade imaginária e contra as ciências biológicas”.

Com informações da coluna Lauro Jardim