Carro avança em demonstração em Nova York; pessoas foram ‘atiradas para o alto’, diz a testemunha


Um carro avançou contra uma manifestação pelas condições carcerárias, apoiada pelo movimento Black Lives Matter, na ilha de Manhattan, em Nova York, EUA, nesta sexta-feira, 11.

De acordo com as autoridades locais, seis pessoas ficaram feridas e não correm risco de morte. Cerca de 50 pessoas marcharam no local.

Pandemia: Os restaurantes de Nova York estão proibidos de servir refeições em ambientes fechados

Circulam imagens nas redes sociais que mostram equipes de emergência resgatando feridos e o momento em que uma pessoa é presa pela polícia. O motorista parou o veículo um pouco mais e foi levado pelos policiais sob custódia.

Há também o momento exato de ser atropelado:

De acordo com o “New York Post”, uma testemunha disse que viu um BMW preto fazendo com que ele fosse atropelado.

Covid19: Governo dos EUA garante mais 100 milhões de doses da vacina Moderna

“Um carro acabou de passar por um grupo de manifestantes, jogando pessoas para o alto. … vi pessoas que foram atropeladas com o carro voando para cima e por cima dele, o para-brisa está totalmente quebrado ”, disse o homem, identificado como Mark Apolloa.

Atropelado em manifestação anti-racista em Nova York Foto: Reprodução

O atropelamento ocorreu no cruzamento da Rua 39ª com a Terceira Avenida, pouco depois das 16 horas (hora local).

O New York Post relatou que o motorista era uma mulher de 52 anos de Queens, que estava dando carona para sua filha de 29 anos. Ambos foram presos. A mãe contou à polícia que estava cercada por manifestantes que marchavam na direção oposta aos carros e que teriam começado a bater no veículo, momento em que ela pisou no acelerador. Ela foi levada à 13ª delegacia para ser interrogada.

Revista Time: Joe Biden e Kamala Harris nomeados ‘Personalidades do Ano’

O jornal explica ainda que o protesto realizado na sexta-feira foi contra as condições carcerárias de Nova Jersey, onde os presos já fizeram greve de fome, segundo o portal “Patch”. O movimento Black Live Matter participou da manifestação em solidariedade aos presidiários da Cadeia do Condado de Bergen. Eles foram apanhados pela Federal Immigration and Customs Enforcement Agency (ICE).

“Nenhuma agência governamental em Nova Jersey deve aceitar dinheiro do ICE para deter indivíduos, especialmente quando a agência continua a buscar políticas desumanas e xenófobas destinadas a aterrorizar e destruir famílias de imigrantes; isso tem que parar”, disse o senador Bob Menendez.