Comissão admite erros e árbitro de Marcílio Dias X Criciúma é afastado | Faraco

Rodrigo D’Alonso Ferreira está temporariamente afastado dos jogos do Santa Catarina 2021. No popular, foi para a geladeira. Provavelmente não vou apitar nesta fase de qualificação, pelo que aprendi nos bastidores.

Somos uma empresa familiar.> Receba novidades de Florianópolis e região no seu WhatsAppSomos uma empresa familiar.

A Comissão de Arbitragem avaliou a greve Reclamações de Marcílio Dias depois do empate com o Criciúma Este Domingo. O principal erro foi a falta não marcada que deu origem ao empate da equipe no sul do estado. A conduta do árbitro durante a partida também não foi agradável. D’Alonso teria desconsiderado as orientações dos assistentes.

Rodrigo D'Alonso Ferreira está temporariamente ausente
Rodrigo D’Alonso Ferreira está temporariamente ausente

(Fotografia: )

D’Alonso estava escalado para o clássico desta quarta-feira entre Avaí x Joinville, na Ressacada. Ele não vai mais bipar este jogo.

Ao mesmo tempo, é importante destacar que D’Alonso está escalado pela CBF para a partida da Copa do Brasil Bahia x Manaus, que será nesta quarta-feira, às 21h30, no estádio Pituaçu.

Comissão admite outros erros

Uma penalidade não marcada de Hercílio Luz contra o Metropolitano e outra da Chapecoense contra o Avaí são erros admitidos pela comissão de arbitragem nesta primeira fase do Catarinense 2021.

Além disso, a Comissão considera a aposta deste domingo em Brusque uma jogada difícil, mas que devia ter sido marcada – foi um penalty a favor do Figueirense frente ao Brusque, já nos minutos finais do encontro. Foi um toque do braço do zagueiro Ianson.

Somos uma empresa familiar.> Figueirense: Jorginho mudou e organizou o time coletivamenteSomos uma empresa familiar.

O diretor de arbitragem, Marco Antônio Martins avalia:

“Tivemos erros ocasionais nas rodadas anteriores, o que possivelmente acabou interferindo no resultado das partidas entre Hercílio Luz X Metropolitano e Chapecoense X Avaí. Esses foram erros claros. No jogo do Figueirense é uma jogada muito apertada, não se pode condenar o árbitro. Os lances são difíceis de definir. Erros acontecem. Estamos tristes. Esse não é o nosso pensamento. É um campeonato difícil, muito ajustado e sem o uso de VAR. Com o afunilamento do campeonato, conhecemos a maior dificuldade. Nessas rodadas finais, teremos reuniões preventivas com os árbitros, tentando minimizar erros ”

Para o diretor, apesar dos erros admitidos, o número é baixo na avaliação geral dos 48 jogos disputados até o momento.

Source