Covid-19: Juiz de Fora vai para Onda Vermelha a partir da próxima segunda-feira | Zona de madeira


Juiz de Fora segue para a Onda Vermelha do programa estadual “Minas Consciente” a partir da próxima segunda-feira (7). A decisão foi tomada durante reunião do Comitê de Enfrentamento ao Coronavírus realizada nesta quinta-feira (3).

De acordo com a Prefeitura, um decreto com as novas regras para este período será publicado neste sábado (5). O Comitê se reunirá novamente para nova avaliação na próxima quinta-feira (10).

A fase é a mais restritiva do programa do Governo de Minas Gerais.

Na atualização semanal do plano, divulgada nesta quarta-feira (2), a macrorregião Sudeste permaneceu em Onda Amarela, assim como a micro Juiz de Fora. Se as ondas indicadas para as macro e microrregiões forem diferentes, caberá a cada prefeito de cada cidade escolher qual das duas recomendações seguir.

Porém, dependendo do estado, o município pode ser mais restritivo quanto às medidas determinadas nas fases. As seguintes atividades são permitidas na Onda Vermelha, de acordo com a atualização do site Minas Consciente nesta quinta-feira.

  • Agricultura
  • Alimentos
  • Bancos e seguros
  • Cadeia de produção e atividades auxiliares essenciais
  • Construção e relacionados
  • Fábrica, energia, extração, produção, aço e afins
  • Felicidades
  • Telecomunicação, comunicação e imprensa
  • Transporte, veículos e correios
  • Água, esgoto e tratamento de resíduos
  • Hotéis e similares
  • Atividades jurídicas, administrativas e contábeis
  • Ensino superior (somente aulas práticas para cursos de saúde pública)

De acordo com a Mesa Gestora da Prefeitura, 302 pessoas deram entrada em hospitais públicos e privados da cidade devido à doença nesta quinta-feira. Desse total, 113 pacientes ocupam leitos em Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e 189 em enfermarias. Nesta quarta-feira, o número era 334; o maior desde março.

Desde outubro, Juiz de Fora vem registrando aumento de internações por conta da Covid-19. Para saber quais medidas foram ou foram tomadas devido ao crescente número, o G1 é o MG2 contatou a Prefeitura e unidades de saúde da cidade.

Em uma entrevista com Integração com TV, o subsecretário de Saúde Clorivaldo Rocha comentou sobre a situação atual de aumento da Covid-19 no município.

“Temos números muito superiores ao pico que experimentamos em julho. É difícil dizer que é uma nova onda ou pico, mas o que temos hoje é o maior registro de infectados e casos de internações por dia, do que tivemos anteriormente. Isso acende uma luz amarela, perto da vermelha “, alertou.

A evolução dos casos do novo coronavírus em Juiz de Fora é acompanhada por meio do Boletim Municipal atualizado pela Prefeitura. Existem quase 10.000 resultados positivos desde o início da pandemia.

Somente nas últimas 24 horas, 483 novos casos de Covid-19 foram confirmados no município. Os dados de quinta-feira (3) apontam para um novo recorde de confirmações em um dia, o último havia sido 274 em 23 de novembro.

No mesmo período, foram registrados mais três óbitos em Juiz de Fora. Ao todo, são 336 pessoas que perderam a vida em decorrência da doença. A Prefeitura atualiza todas as terças-feiras o número de pessoas que já se recuperaram da doença: hoje são 8.841.