Cresce parcela que não quer ser vacinada contra a Covid-19 no Brasil, diz Datafolha – Coronavírus


Reprodução: ACity ON

Segundo pesquisa, 23% dos brasileiros não pretendem ser vacinados contra a Covid-19

Apesar do efeito devastador da pandemia Covid-19 no Brasil, uma pesquisa realizada pelo Datafolha apontou que aumentou o número de pessoas que não pretendem se imunizar contra ela. De acordo com o levantamento, 22% dos entrevistados afirmaram que não pretendem receber doses de uma vacina contra o coronavírus (Sars-CoV-2).

Em agosto deste ano, levantamento nacional semelhante apontava que apenas 9% não pretendiam se vacinar, o que indica um crescimento preocupante dessa parcela. Considerando a rápida disseminação da doença e o fato de ainda não haver uma vacina 100% eficaz, a imunização em massa é uma forma fundamental de controle da pandemia.

A pesquisa Datafolha foi realizada por meio do celular e entrevistou 2.016 brasileiros adultos entre os dias 8 e 10 de dezembro, em todas as regiões do país. Ainda segundo o instituto, a margem de erro é de dois pontos percentuais a mais ou a menos.

O estudo também descobriu que a resistência à vacinação tem pouca variação relacionada a grupos como sexo, idade, escolaridade ou renda mensal. Por outro lado, a expectativa de ser vacinado ou não tem relação direta com a confiança da população no atual governo: enquanto 33% dos brasileiros que confiam no presidente Jair Bolsonaro se dizem contra a vacinação, o número cai para 16% entre os que quer a vacina.

.