Depois de Criciúma, Cametá é alvo de assalto a banco – 02/12/2020


Um dia após o ataque de bandidos armados na cidade de Criciúma (SC), moradores de Cametá (PA), a 235 km de Belém, relataram madrugada de terror com o som de tiros nesta quarta-feira (2). Criminosos fortemente armados roubaram uma agência bancária, usaram explosivos e fizeram reféns. Uma pessoa morreu e outra ficou ferida. Até agora, ninguém foi preso.

A ação durou mais de uma hora e foi conduzida por mais de 20 bandidos, que usaram armas de grande calibre, como rifles. Segundo informações iniciais, o grupo cercou o Batalhão da Polícia Militar da cidade para isolar os policiais e praticar o assalto.

Segundo a Segup (Secretaria de Segurança Pública do Pará), os agressores utilizaram duas aeronaves e uma embarcação na operação. Nas buscas, a polícia também encontrou um caminhão cheio de explosivos, na estrada que liga ao município vizinho de Tucuruí.

A vítima foi um dos reféns feitos pelos criminosos como escudo humano. O outro ferido, um residente da cidade, foi baleado e hospitalizado, mas sem gravidade.

Investigação

Policiais civis e militares continuam procurando fugitivos na região. O governador Helder Barbalho (MDB) anunciou que vai ao município esta manhã para acompanhar os trabalhos de investigação.

Ainda de madrugada, a Segup informou que, assim que confirmada a ação em Cametá, destacou equipes de batalhões de Bope e outras unidades policiais, além de aeronaves de apoio ao município.

Imagens das redes sociais, registradas pelos moradores, mostram cidadãos assustados com o barulho dos tiros.

“Não vamos medir esforços”, diz governador

Em postagem publicada esta manhã, Helder Barbalho afirmou que não poupará “esforços para que a paz seja retomada o mais rápido possível e os criminosos sejam presos”.

Nesta manhã, o governador disse que irá a Cametá para acompanhar as buscas e acompanhar as investigações.

Ainda em post publicado nas redes sociais, o prefeito Waldoli Valente (PSC) disse confiar nas forças de segurança do Estado para “retomar a paz e a segurança de Cametá e responsabilizar todos os responsáveis”.

“Nossa cidade sempre foi pacífica e peço a todos que fiquem em suas casas. Também oramos a Deus que console a família do jovem que perdeu a vida de forma covarde”.

Imagem: Rede social de reprodução

Ataque é parecido com o de Criciúma

O assalto desta terça-feira a duas agências bancárias no centro de Criciúma (SC) causou terror na cidade na madrugada. Além dos tiros, os criminosos barricaram carros, espalharam explosivos e usaram reféns como escudo para impedir a aproximação da polícia.

Os bandidos também incendiaram o batalhão das 21h (Polícia Militar) e o túnel que liga a cidade à vizinha Tubarão.

A Polícia Federal apura se houve participação de integrantes da facção criminosa PCC (Primeiro Comando da Capital).