Em condenação à Odebrecht, Moro recomendou serviços que são prestados por sua nova empresa


O consultor norte-americano que contratou Sergio Moro, Alvarez & Marsal, vai ganhar R $ 34,8 milhões pela administração da recuperação judicial das construtoras Odebrecht e OAS, destruídas pela Lava Jato editar


Assine o Boletim 247

247 – Em sentença de março de 2016, ao condenar o empreiteiro Marcelo Odebrecht, o então juiz Sérgio Moro, da Lava Jato, recomendou que o Grupo Odebrecht feche acordos de leniência e, para isso, adote medidas de compliance.

Na frase, Moro mencionou, entre as medidas que devem ser tomadas pela Odebrecht para “recuperar sua reputação”, a adoção “de sistemas internos de compliance mais rígidos”.

Agora, Moro é sócio-gerente da consultoria norte-americana Alvarez & Marsal, que ajudará na recuperação judicial da Odebrecht e da OAS, empreiteiras brasileiras destruídas pela Lava Jato.

O consultor receberá R $ 34,8 milhões pela gestão da recuperação judicial das construtoras Odebrecht e OAS. Em salário, Moro receberá R $ 1,7 milhão por ano.

O conhecimento liberta. saber mais

Você que chegou até aqui, muito obrigado por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 são financiados por sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de várias maneiras. Veja como em brasil247.com/apoio