Empresário diz porque Palmeiras e Grêmio desistiram de Borré e pica: ‘Outros clubes vão aparecer’

Um dos melhores atacantes da América do Sul, Rafael Santos Borré atraiu grande interesse da Palmeiras e Guilda. Porém, após negociações, ambos os clubes optaram por rescindir o contrato por uma questão de responsabilidade financeira.

Em entrevista à TNT Sports Continental, o empresário colombiano André Cury explicou as negociações frustradas do atacante, que terá seu contrato encerrado em meados do ano com o River Plate.

“Estive com o Rafa algumas vezes, mas ele sempre me falou do respeito e carinho que tem pelo River, ele quer dar uma grana ao clube. Ele é um bom menino, de boa família, com certeza virão ofertas mais importantes. As ofertas com as quais trabalhei eram muito, muito boas porque os clubes não teriam que pagar pela transferência. Eu estava com o Grêmio e o Palmeiras, mas o problema não era o jogador. Os clubes não eram apoiados. Tiveram que suspender por motivos econômicos problemas devido à pandemia. Não sei se há algum problema “, disse Cury.

“Grêmio e Palmeiras são clubes muito responsáveis. O time de futebol é uma empresa, isso gera um pouco de responsabilidade pela pandemia. Os dois clubes sabem que os valores do jogador são bons, mas o problema é a pandemia, suspenderam a competição local. .parece que na próxima semana a competição volta. As coisas mudam a todo o momento ”, continuou o empresário.

Cury não soube responder se acredita que os dois vão voltar para tentar contratar o atacante.

“No futebol tudo é possível, é sobre um grande jogador, uma grande pessoa. Não sei se o Palmeiras ou o Grêmio vão voltar para o Borré, agora acredito que não. Mas no futebol muitas coisas podem acontecer. Ele. Cada um trata como pode, não sei o que está planejando o Grêmio, só negociei com eles uma vez. Respeito a decisão porque é uma coisa normal no futebol ”.

Source