Fla “fecha” com Ceni para abafar o Botafogo; Barroco dá treinamento a distância – 03/12/2020


Boatos de insatisfação dos jogadores do Flamengo com as escolhas de Rogério Ceni para o jogo contra o Racing, que decretou a eliminação do time na Libertadores, incomodaram o departamento de futebol do clube. Cientes dos próprios erros, os atletas se aproximaram do treinador, que prepara a equipe para o duelo deste sábado, às 17 horas, diante do Botafogo.

Os jogadores “compraram” a obra do Ceni por apresentarem ideias semelhantes às de Jorge Jesus e tentarem resgatar a obra dos portugueses, ao contrário do que aconteceu na passagem de Domènec Torrent. Porém, há insatisfação por parte dos atletas com as tentativas de interferir alguns dirigentes com o futebol do clube, conforme o blog registrou nesta quinta-feira.

Ceni vem treinando a equipe para recuperar a postura perdida com a saída dos portugueses: pressão no campo do adversário para retomar a posse da bola, sempre que esta perde. A ideia é jogar no campo do Botafogo na partida agendada para o Estádio Nilton Santos, o Engenhão. A defesa, por sua vez, vem treinando separadamente com atividades específicas para corrigir os problemas que já causaram enormes prejuízos.

Outra preocupação, até óbvia, envolve o acabamento. Rogério trabalha para que as grandes chances perdidas nos últimos jogos sejam convertidas. E você deve contar com o Pedro desde o início no clássico. Na partida de terça-feira, ele não largou porque ficou fisicamente incapaz de jogar por 90 minutos. O técnico sabia que se ele subisse no começo teria que substituí-lo a qualquer momento e deixá-lo como uma arma no banco.

A situação de Rodrigo Caio também pesou na escolha do Ceni. Sem Thuller e Natan, suspensos, teve que contar com o titular do absoluto logo de cara para evitar a dupla Gustavo Henrique / Leo Pereira, que seria um zagueiro marcado por recentes derrotas e consequentes inseguranças. Outro nome disponível, Noga, tem apenas 18 anos. Assim, manteve Pedro e colocou para fora o único zagueiro absoluto do time atual.

A expulsão de Rodrigo Caio e o gol de Sigali complicaram os planos de Rogério e Pedro entrou em campo com um cenário complexo. O Flamengo teve um homem a menos e o Racing fechou ainda mais para defender a vantagem. Internamente, os atletas expressaram apoio ao técnico e satisfação com os métodos de treinamento, mais próximos da rotina adquirida nos melhores momentos da equipe.

No Botafogo, Eduardo Barroca fará seu ensaio à distância. Infectado com Covid-19, ele trabalha remotamente. Por videoconferência, ele fez uma apresentação aos jogadores sobre como o Flamengo se comporta e, todos os dias, treina o time dessa forma. O técnico dará a palestra e conversará com os atletas durante o intervalo do jogo. Durante a semana, acompanhou os treinos ao vivo e deu feedbacks individuais e coletivos.

O técnico que volta ao Botafogo espera colocar a equipe em uma postura diferente. Ele voltou ao clube uma semana antes da partida. Em campo, seu assistente, Felipe Lucena, vem liderando as atividades. O Barroca foi anunciado de volta ao Botafogo no último sábado, exatamente sete dias antes do duelo com os rubro-negros. Começou 2020 no Coritiba e treinou o Vitória, na Série B, até aceitar o convite para voltar ao clube do solitário.