Galaxy S21 terá versão com Snapdragon 888, indica teste de desempenho


Tudo sobre

Saiba tudo sobre o Galaxy S20

Ficha de dados

A Qualcomm revelou nesta terça-feira (1) o Snapdragon 888, sua nova plataforma premium para celulares de 2021, e listou alguns dos fabricantes que já concordaram em usar o chipset em pelo menos um modelo no ano que vem, mas uma marca significativa estava ausente da a apresentação: Samsung.

Mas, ao que parece, a divisão entre o Galaxy S com Exynos e o Snapdragon perdurará no próximo ano. Um teste do GeekBench com um modelo cuja referência seria o Galaxy S21 5G foi encontrado na plataforma de benchmark rodando o novo Snapdragon 888. O SM-G991U testado parece ser uma versão de protótipo inicial, já rodando Android 11 e com 8 GB de RAM.

Os resultados não são impressionantes, mas como já mencionado, aparentemente é um protótipo inicial, e alguns ajustes de software ainda serão feitos até o lançamento. O teste foi publicado no dia 3 de dezembro, ou seja, dois dias após a Qualcomm oficializar sua nova plataforma high-end. A placa-mãe “lahaina” é o Snapdragon 888.

Galaxy S21 com Snapdragon 888 (Imagem: Playback / Geekbench)

A pontuação ficou um pouco acima do Galaxy S20 com Snapdragon 865, e a tendência é que esses números aumentem conforme os desenvolvedores ajustam o hardware e o software para trabalharem juntos da melhor maneira possível. Ainda faltam dois a três meses para o celular chegar ao consumidor final, tempo mais do que suficiente para que todos os ajustes sejam feitos.

Galaxy S21 + com Exynos

No final de setembro, um benchmark do modelo SM-G996B também apareceu no GeekBench com a placa-mãe “exynos2100” e uma pontuação semelhante à do Snapdragon 865. Não custa enfatizar que isso é comum especialmente em novas plataformas, cujo potencial máximo leva um tempo para ser atingido em um telefone celular.

Galaxy S21 + com Exynos 1080 (Imagem: Reprodução / Geekbench)

O Exynos 1080 foi oficialmente apresentado cerca de duas semanas depois, com um modem 5G integrado e processo de fabricação de 5 nm.

Resta esperar para ver se a Samsung conseguiu dar um salto grande o suficiente para competir novamente com os processadores da Qualcomm em 2021, já que os testes de benchmark antes do lançamento não são suficientes para dar essa ideia.

Fonte: GeekBench (1, 2, via PhoneArena)

Gostou deste artigo?

Assine seu e-mail no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas novidades do mundo da tecnologia.