Globo ‘comemora’ eliminação da Fla e terá rubro-negras para as quartas livres – 03/12/2020


Com Gabriel Vaquer, do UOL, em Aracaju (SE)

A eliminação do Flamengo na Libertadores gerou alívio e comemoração nos corredores da Globo. Nada contra o desempenho da equipe em campo. A “multidão” foi baseada nos interesses comerciais da emissora.

Com a seleção carioca fora da competição transmitida pelo SBT nos finais de semana, a Globo comemora o fato de poder utilizar a seleção carioca nas quartas-feiras das semanas em que acontecem as partidas do torneio sul-americano e a emissora estar com a grade aberta, desde que encerrou um contrato com a Conmebol.

E isso terá início no dia 6 de janeiro, uma quarta-feira, no meio da semana, quando provavelmente acontecerão as primeiras partidas das semifinais da Libertadores com outras seleções brasileiras – Palmeiras, Santos, Inter e Grêmio ainda estão em disputa. A CBF desmembrou na noite desta quarta-feira (2) mais quatro rodadas da Série A e foi marcada Flamengo x Fluminense, pela 28ª rodada, do dia 6 de janeiro.

É provável que Goiás x Flamengo, até a 30ª rodada, esteja marcado para o dia 13 de janeiro, mais uma quarta-feira e no meio da semana, quando ocorrerão as partidas de volta nas semifinais da Libertadores. Os jogos do Corinthians e do São Paulo, pela praça de São Paulo, também serão disputados às quartas-feiras, como já vinha acontecendo.

A Globo pediu que a CBF se antecipasse aos quartos jogos da rodada do fim de semana do brasileiro para compor seu grid nas semanas em que o campeonato nacional pára por causa das competições sul-americanas. O Corinthians tem se aproveitado mais, mas na próxima semana, dia 9, por exemplo, será a vez de São Paulo x Botafogo, uma partida final da 18ª rodada.

Na semana seguinte, dia 16, haverá a volta dos jogos das quartas de final da Libertadores e Sul-Americana e a Globo já encomendou duas partidas, confirmadas pela CBF: São Paulo x Atlético-MG, que podem valer a liderança do campeonato, e Atlético-GO x Fluminense. Não foi possível puxar o Flamengo porque o rival Rubro-Negro na rodada do final de semana seguinte, dia 26, será o Bahia. A seleção salvadorenha disputará as quartas de final do Campeonato Sul-Americano.

Com contrato até 2024 para todos os meios de comunicação do Campeonato Brasileiro, Flamengo e Globo viveram um 2020 com um relacionamento turbulento. O clube carioca foi o principal articulador da medida provisória assinada em junho pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido) que mudou as regras do direito de transmissão no Brasil por quatro meses (até que a MP expire e não vire lei).

Nenhum acordo de campeonato Carioca-2020, A Globo viu o Flamengo transmitir na plataforma do clube um jogo do Estadual contra o Boavista, rival com contrato vigente e, no entendimento da emissora, não permitiu a transmissão por ser anterior ao texto da MP. Isso fez com que a Globo fechasse com a Federação Carioca de Futebol e os clubes cariocas.

CBF dá folga de réveillon

A CBF decidiu mudar seu calendário de janeiro de 2021 – por causa da pandemia de Covid-19, os torneios Brasileiro, Copa do Brasil e Sul-Americano (Libertadores e Sul-Americana) só terminam no próximo ano. Devido ao desmembramento das rodadas anunciado nesta quarta-feira (2), as equipes ganharão folga no final de semana de 2 e 3 de janeiro, ou seja, logo após a virada.

Para se adequar ao cronograma, a CBF marcou um round completo para o meio de semana de 6 e 7 de janeiro, mas há um problema: as seleções brasileiras que estão nas semifinais da Libertadores e da Sul-americana terão que adiar os jogos brasileiros. Haverá, por exemplo, Palmeiras x Corinthians – o time comandado por Abel Ferreira já está nas quartas de final da Libertadores.

Santos ou Grêmio, que podem se enfrentar nas quartas de final da Libertadores, Inter e Bahia e Vasco, estes dois pela América do Sul, também podem ter jogos adiados. O brasileiro vem sofrendo com adiamentos desde seu início em agosto, com a tabela de classificação atrapalhada com times com mais ou menos jogos.

Siga Marcel Rizzo no Twitter

Siga Marcel Rizzo no Facebook