Grêmio quer abrir sequência de reforços que atende Renato, com Borré

Rafael Santos Borré, do River Plate, disse “sim” ao Grêmio. O colombiano de 25 anos depende de documentação para ser oficialmente contratado pelo clube do estado. E o reforço de “peso” abre uma sequência que contempla o pedido de Renato Gaúcho.

Questionado pelo Atlético-MG no final da temporada passada, Portaluppi citou mais de uma vez que precisava de maiores investimentos para fazer o Tricolor seguir lutando por títulos importantes. Sua permanência no clube de Porto Alegre se deu porque a direção prometeu que ele tentaria atender aos pedidos.

Todos os movimentos até agora têm se movido nessa direção. O presidente Romildo Bolzan Júnior admitiu publicamente a demanda por jogadores que “cheguem, vistam a camisa e joguem”, e não esconde que fará todos os esforços possíveis para dar novas opções válidas ao comando técnico.

Borré, por exemplo, exige custos elevados. Jogado por clubes da Europa, o autor de 13 gols em 24 jogos nesta temporada receberá 4 milhões de euros (R $ 27,2 milhões no preço atual) de luvas, e mais um salário que beirou R $ 1 milhão mensal.

E o plano é continuar adicionando. Além disso, o Tricolor busca alternativas para o meio-campo e outras opções de ataque com um perfil diferenciado. A contratação de um goleiro, ou mesmo especulações sobre Rafinha, perdeu força e não deve ser realizada.

Mas é regra que todos os nomes a serem acrescentados tenham o perfil da condição de posse imediata.

O Tricolor ainda não usou sua força máxima no Estado. A expectativa é que isso aconteça amanhã (28), no duelo com Pelotas, na Arena.

Source