Homens armados no Brasil colocam cerco a uma pequena cidade no segundo ataque desse tipo em dois dias


SÃO PAULO – Homens armados com explosivos semearam o terror durante a noite em uma pequena cidade no norte do Brasil, fazendo reféns residentes petrificados e usando-os como escudos humanos enquanto assaltavam um banco. Foi o segundo ataque desse tipo por assaltantes de banco no Brasil em dois dias.

Carregando armas de estilo militar, a gangue de cerca de 15 homens desceu sobre Cametá, uma cidade ribeirinha sonolenta de 134 mil habitantes na Amazônia na noite de terça-feira, matando um morador e ferindo outro no ataque de 2 horas e meia.

“Cametá nunca tinha visto algo assim”, disse Mauricio Melo Mendes Monteiro, chefe da polícia militar da cidade no estado do Pará.

O cerco aconteceu um dia depois que uma gangue de 30 ladrões de banco fortemente armados invadiu a pequena cidade de Criciúma a mais de 3.000 quilômetros ao sul, deixando dinheiro espalhado pelas ruas da cidade enquanto fugiam do local. Especialistas em segurança disseram que era improvável que fosse a mesma gangue, mas disseram que não estava claro se eles estão conectados.

Na operação de terça à noite, homens armados atacaram primeiro a delegacia militar de Cametá, evitando que os policiais saíssem enquanto o restante da quadrilha invadiu um banco.

.