John le Carré, mestre da literatura de espionagem, morre aos 89


John le Carré, um escritor conhecido por mudar o rumo da literatura de espionagem, morreu aos 89 anos. De acordo com o THR, a morte foi confirmada por seu agente literário e a causa foi um mal-estar não relacionado ao COVID-19.

Nascermos David John Moore Cornwell, John le Carré trabalhou para o serviço secreto britânico de inteligência entre os anos 1950 e 1960. Neste período, ele começou a escrever romances de espionagem como Morto no telefone e Um crime entre cavalheiros, que tiveram sucesso, mas nada em comparação com O espião que saiu do frio, que se tornou sua primeira publicação adaptada para o teatro em 1965.

Aposentado do MI6, ele continuou escrevendo romances que deram início a uma longa tradição de adaptações para filmes e TV. Entre os destaques estão O Jardineiro Fiel, O espião que sabia demais e O gerente noturno.