LG não vai mais fabricar smartphones

Em anúncio já esperado há alguns meses, a LG divulgou ontem um comunicado no qual afirma que está deixando o mercado de smartphones. “Depois de avaliar todas as possibilidades para o futuro do nosso negócio de telefonia celular, a Headquarter Global decidiu feche esta divisão para fortalecer sua competitividade futura por meio de seleção e foco estratégico ”, diz o texto. A empresa encerrará a produção de celulares em julho.

Divisão de smartphones da LG trabalhou com prejuízo por cerca de cinco anos, tendo “queimado” cerca de US $ 4,1 bilhões nesse período. Embora tenha posição relevante no Brasil e até nos EUA, a empresa hoje é praticamente irrelevante em termos globais, com cerca de 2% do mercado. Por anos, a empresa teve dificuldade em competir com sua rival Samsung e foi ainda mais prejudicada por ascensão dos chineses como Huawei (atualmente fora do ar devido ao bloqueio do governo dos EUA, mas ainda um player relevante), Xiaomi, Oppo e Vivo. Além de fortes em sua terra natal, o maior mercado do mundo, essas empresas vêm aumentando sua atuação em outros mercados nos últimos anos.

Há alguns meses, a LG procurava uma solução para sua divisão de celulares. A empresa estudou terceirização de produção junto com outras empresas e até mesmo venda a divisão, mas não houve acordo com potenciais investidores. Assim, a LG decidiu sair do mercado.

No brasil a empresa tem fábrica em taubaté (SP) que produz smartphones, além de monitores. O fechamento da divisão de smartphones possivelmente resultará no desligamento de pelo menos parte dos 400 funcionários que trabalham nesta área. A fabricação do monitor não deve ser afetada.

Abaixo o depoimento da LG.

Desde o segundo semestre de 2015, nosso negócio global de telefonia móvel sofreu um prejuízo operacional por 23 trimestres consecutivos, resultando em um acúmulo acumulado de aproximadamente $ 4,1 bilhões (EUA) no final de 2020.

Após avaliar todas as possibilidades para o futuro do nosso negócio de telefonia celular, a Headquarter Global decidiu encerrar esta divisão para fortalecer sua competitividade futura por meio de seleção e foco estratégico.

Como uma empresa que valoriza profundamente a contribuição de cada funcionário, cliente e parceiro LG, nos comunicaremos de forma aberta e transparente durante este processo, buscando uma abordagem justa e pragmática, ao mesmo tempo em que atendemos às obrigações legais.

É com tristeza que compartilhamos esta novidade com nossos clientes e parceiros que ao longo de todos esses anos nos mostraram confiança e nos apoiaram.

A LG Electronics do Brasil agradece e vai focar fortemente no seu negócio para continuar a fornecer produtos e serviços inovadores que tornem a vida melhor.

Source