Lote de 10 caminhões Peterbilt chega ao Brasil com pose ‘Transformers’

As estradas brasileiras podem ficar um pouco mais iluminadas (literalmente) com a chegada de dez unidades do caminhão Peterbilt 389, desembarcado na última quinta-feira (25) no porto de Paranaguá (PR).



peterbilt2


© Portos do Paraná / Press Release
peterbilt2

As unidades foram importadas dos Estados Unidos, onde são produzidas em conjunto por alguns catadores de São Paulo, Minas Gerais, Rio Grande do Sul e Santa Catarina.

Clique aqui e inscreva-se no Quatro Rodas por apenas R $ 7,90

A chegada foi divulgada na página oficial da Portos do Paraná, na rede social, a administradora do porto de Paranaguá. De acordo com o post, os caminhões trazem itens como cama de casal, TV e frigobar na cabine.

Porém, como vão para os coletores, as unidades dificilmente serão vistas em trabalhos pesados ​​nas rodovias. Muito provavelmente, eles são mantidos imaculados em galpões escondidos por todo o país. Mesmo assim, o desembarque de dez unidades de cavalos mecânicos cheios de cromo gerou comoção no porto paranaense.

Os Peterbilt 389s têm uma infinidade de configurações possíveis. As possibilidades de motores, transmissões e cabine variam. As unidades trazidas para o Brasil parecem idênticas, variando apenas na cor. Não há informações sobre a montagem mecânica que equipa os modelos.

A série 389 foi lançada em 2006, sucedendo uma antiga linha de caminhões da marca, agora controlada pelo grupo Paccar. O modelo pode receber dois motores, um da própria Paccar, o MX-13, com 13 litros e até 510 cv, e um da Cummins, o X15, com 15 litros e cerca de 500 cv.

O fato é que todos possuem APU, um pequeno gerador responsável por garantir a energia elétrica quando os caminhões estão parados, uma das opções do modelo. E é um item fundamental: eles podem ser equipados com cama de casal, tv e frigobar na cabine.

QUATRO RODAS encontrou alguns proprietários das unidades importadas, que não quiseram comentar. O preço de cada um é um mistério, mas certamente o lote não saiu barato. Na conversão direta, uma unidade nos Estados Unidos já pode ultrapassar a marca de R $ 1 milhão. Com todos os impostos e taxas de importação, o valor pode subir estratosférico.

Não dá para ir à banca de jornal comprar, mas não quer perder o conteúdo exclusivo do Quatro Rodas? Clique aqui e tenha acesso digital.

Source