Maciel diz que proibiu o acesso ilegal da Abin aos dados do IRS


Foto: Adriano Machado / Crusoé

O ex-secretário da Receita Everardo Maciel disse ao Jornal Nacional que foi o responsável em 1998 pela criação de regras que impediram o acesso ilegal da Abin a informações fiscais sensíveis.

“Antes de instituir regras de acesso a informações sigilosas, órgãos como a Abin obtinham dados ilegalmente”disse Maciel.

Segundo a Época, Maciel é citado em laudo da Abin para instruir a defesa de Flávio Bolsonaro a anular a investigação do crack.

O documento orienta os advogados a obterem uma investigação especial na Fazenda para verificar o acesso supostamente desmotivado aos dados do senador que, segundo a defesa, seriam irregulares.

Em uma seção, o relatório atribui regras a Maciel que dificultariam esse acesso.

“A dificuldade de obtenção do inquérito especial (Tostes) e diretamente no Serpro não é razoável porque a regra citada é interna à RFB no momento do responsável pela instalação da atual estrutura criminal – Everardo Maciel”, diz a reportagem, segundo a revista.

José Tostes Neto é o atual chefe da Receita. Maciel dirigiu a agência entre 1995 e 2002.