Menina de 3 anos morre ‘congelada’ em casa e a mãe alega sonambulismo – Mundo




reprodução

A menina foi encontrada morta no corredor de sua própria casa

Em Rússia
, uma menina de três anos foi encontrada morto
no próprio hall da casa após pernoitar num corredor com temperatura de -15ºC. A mãe da criança descobriu o que aconteceu na manhã seguinte, quando foi verificar se a filha ainda dormia. As informações são do site de notícias Espelho
.

A polícia local informou que Angelina Kuleshova morreu de hipotermia
. Segundo o portal, Svetlana Kuleshova, mãe da menina, suspeita de um episódio de sonambulismo da filha, mas será feita uma investigação para entender o que de fato ocorreu e se houve negligência por parte da mulher.

Na noite anterior ao incidente, a família comemorou o aniversário de sua filha mais nova, irmã de Angelina. A mãe afirma ter posto a menina para dormir antes da meia-noite, logo depois que ela e o marido assistiram à televisão, e Angelina não teria dormido muito. “Quando acordamos de manhã, não encontramos [Angelina] para a cama. Ela estava no corredor, deitada no chão “.

Segundo informações do oficial Mikhail Krokhin, “a investigação apurou que a menina saiu sozinha da área interna da casa. Entrou no corredor onde sofreu de hipotermia e morreu”. Os pais da criança não a teriam visto sair do quarto na noite anterior, de acordo com o depoimento que prestaram à polícia. Segundo eles, Angelina tendia a sonambulismo
e, muitas vezes, tiveram que levá-la de volta para a cama. “Ela provavelmente não encontrou a maçaneta da porta no escuro e não conseguiu entrar”, disse a mãe.

Acusação

Svetlana foi acusada de ter deixado Angelina fora de casa, porque ela estava atrapalhando a festa de aniversário de sua irmã enquanto os adultos festejavam.

De acordo com o portal, a mãe foi processada e está sendo investigada por ter causado a morte por negligência, podendo pegar dois anos de prisão. Svetlana, porém, negou a acusação, em resposta ao site de notícias: “Eles escreveram isso, mas não é verdade”.

Até o fim da investigação, a filha bebê do casal ficará em um orfanato, longe dos pais, segundo relatos.

.