Menino de 8 anos desapareceu no rio na primeira visita à casa do tio – Capital


Um menino de 8 anos estava em uma estrutura de concreto quando foi levado pela água. (Foto: Kísie Ainoã)

A criança de 8 anos, que desapareceu desde a tarde de ontem (4) no Rio Anhanduí, no Jardim Ouro Preto, em Campo Grande, estava fazendo sua primeira visita à casa do tio quando foi levada pela água. O Corpo de Bombeiros retomou a busca às 6h de hoje (5).

Abalada, a mãe do menino desaparecido de 38 anos disse ao Notícias Campo Grande que foi a primeira vez que levou seus filhos, de 8, 13 e 15 anos, para a casa do irmão. “Ele (o filho mais novo) não estava acostumado com o rio. Passei a noite aqui”, lamentou.

Os irmãos pescavam com o outro adolescente de 12 anos em uma estrutura que fica no meio do rio, nos fundos da casa do tio do menino, quando o nível da água subiu repentinamente. O tio dos meninos, de 36 anos, conseguiu tirar o menino de 13 anos da água com uma corda. O menino de 12 anos saiu sozinho.

O tio pulou no rio em busca dos sobrinhos e também desapareceu. O Corpo de Bombeiros foi acionado e localizou o homem e o adolescente de 15 anos caminhando pela Avenida Gunter Hans, após conseguirem sair do leito do rio.

Maria Zelinda dos Santos, 42, disse que o rio fica perigoso quando chove.  (Foto: Kísie Ainoã)
Maria Zelinda dos Santos, 42, disse que o rio fica perigoso quando chove. (Foto: Kísie Ainoã)

A empregada doméstica Maria Zelinda dos Santos, 42, mora na região há três anos e conta que todos na região sabem que o rio é perigoso quando chove. “Cheguei do serviço e vi os meninos lá. Achei estranho porque quando começa a chover não pode ser perto. A água é muito forte e cobre o concreto. Não consegui nem dormir naquela noite. é mãe, fico pensando ‘e se fosse minha?’ “.

.