Mercado de Data Center do Brasil – Crescimento, Tendências e Previsões (2020


Nova York, 04 de dezembro de 2020 (GLOBE NEWSWIRE) – Reportlinker.com anuncia o lançamento do relatório “Mercado de Data Center no Brasil – Crescimento, Tendências e Previsões (2020 – 2025)” – https: //www.reportlinker. com / p05989478 /? utm_source = GNW
Existem quase 120 data centers no país. A necessidade de baixa latência e alto desempenho, junto com o trabalho recente da cultura doméstica devido ao bloqueio nacional, está acelerando principalmente a adoção de data centers localizados perto de clientes e empresas para habilitar ecossistemas híbridos de várias nuvens.

– O governo brasileiro também está desempenhando um papel significativo no desenvolvimento da infraestrutura local do data center. De acordo com o governo, a Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD) do país, a ser implementada a partir de agosto de 2020, deve forçar muitas empresas no país a migrar seu acesso à nuvem para redes privadas e atualizar seus serviços de criptografia para estender a proteção de dados do usuário. A nuvem é um dos mercados que mais crescem no país, e o crescente investimento no segmento está ampliando a abrangência do mercado estudado. Em julho de 2019, a Ascenty inaugurou quatro centros de dados na grande São Paulo do Brasil. As últimas instalações já estão totalmente locadas e estão localizadas em Jundiaí, Paulínia e Hortolândia. Além disso, os data centers adicionam 24 MW de capacidade à rede da Ascenty.
– Em 2019, a Oracle anunciou que construiria um terceiro data center no Brasil. A seguradora Porto Seguro, a logística VLI e a operadora satélite da AT&T Sky são alguns dos grandes clientes da Oracle no Brasil. A CenturyLink também expandiu recentemente sua capacidade no Rio de Janeiro, devido à crescente demanda por serviços de nuvem e data center. Recentemente, em agosto de 2020, a AMT, provedora de serviços de nuvem híbrida com sede no Brasil, selecionou a CenturyLink para atender à sua crescente demanda por serviços de nuvem como parte da expansão dos negócios com a provedora de sistemas de gerenciamento Sankhya, no país. A Huawei, com sede na China, também planeja construir nós de computação em nuvem ou zonas de disponibilidade no Brasil, principalmente para expandir sua presença global no segmento de nuvem e competir com concorrentes dos EUA como a AWS na região.
– Em junho de 2020, a Amazon Web Services anunciou um investimento de BRL 1 bilhão para expandir sua presença de data center em São Paulo e fortalecer sua infraestrutura de nuvem na América do Sul. São Paulo é a única região de nuvem da América do Sul da empresa e tem três zonas de disponibilidade EC2 com cinco locais de rede de ponta. Em outubro de 2019, a empresa anunciou seus planos de gastar aproximadamente US $ 800 milhões ao longo de uma década em um novo data center sul-americano em uma zona de livre comércio. Em maio de 2020, o fornecedor de mercado com base no Brasil, Scala Data Centers, estabelecido pela US Colony Digital a partir da compra do UOL Diveo em abril de 2020, anunciou a construção de um novo data center em São Paulo. Em 2019, a Digital Colony também adquiriu a fornecedora brasileira de soluções de infraestrutura de telecomunicações Highline do Pátria Investments.
– Além disso, o recente COVID-19 colocou muita pressão sobre as empresas de usuários finais para oferecer suporte ao trabalho remoto e estão acelerando suas jornadas na nuvem e na digitalização. Empresas como IBM e Microsoft afirmam que isso impulsionará o mercado de data center no país, já que a expansão do data center permite que organizações e instituições governamentais mantenham a soberania dos dados mantendo os dados dentro de sua base legal. Enquanto as empresas no Brasil buscam obter maior controle de seus dados em face das regulamentações de proteção e conformidade mais rígidas, os fornecedores de data center, como a IBM, buscam clientes fornecendo recursos de nuvem e um ambiente híbrido de várias nuvens. Muitos especialistas do setor acreditam que o mercado latino-americano de data centers deverá testemunhar um crescimento significativo nos próximos anos, nos quais o Brasil será um importante impulsionador desse crescimento.

Principais Tendências de Mercado
Espera-se que o tipo de colocação mantenha uma parcela significativa

– De acordo com o mapa do data center, atualmente, existem 65 data centers de colocation de 21 áreas no Brasil. São Paulo e Rio de Janeiro são os principais centros de fornecedores de colocation. Muitos especialistas do setor esperam que os mercados de data center multilocatário cresçam 15% em São Paulo e 8% no Rio de Janeiro em 2020, devido à expansão significativa do data center em 2019, e os indicadores apontam para uma tendência contínua de aumento no próximos meses. Os serviços de colocação estão dominando principalmente a receita do data center do país. A maioria dos fornecedores locais está aproveitando principalmente os serviços de colocation para expansão do crescimento. O aumento das atividades de fusão e aquisição estabeleceu a base para investimentos significativos no setor.
– A Ascenty, provedora de serviços de colocation baseada no Brasil, possui dois data centers em São Paulo com certificação Tier III, ISO 27001, SSAE 16 e ISAE 3402 Tipo II. Em junho de 2020, a empresa iniciou as operações de seu terceiro data center, em São Paulo, com R $ 150 milhões e 4 MW de energia. Ao final de 2020, a empresa anunciou ter 16 data centers em operação no Brasil. A empresa também planeja expandir sua presença no México e Chile e planeja ter um total de 22 data centers em três países, expandindo ainda mais sua capacidade de atender às necessidades de clientes nacionais e multinacionais. Como a CenturyLink, as empresas informaram que o Rio de Janeiro é uma das principais zonas econômicas do Brasil; portanto, eles estão investindo na região para ter uma forte base de clientes.
– A Equinix fornece colocation no Brasil e é um dos maiores provedores de data center neutro para operadora do país. Os data centers da empresa nos dois principais mercados de negócios do país oferecem 17.695 metros quadrados de espaço de colocation. Os data centers da empresa no Brasil possuem Uptime Tier III, ISO 9001: 2008, ISO 27001: 2013, ISAE3402 / SSAE16 SOC1 Tipo II, SAP Infrastructure Operations Services e certificações PCI DSS 3.1 para atender aos requisitos de qualidade e segurança. O data center SP1 de São Paulo está localizado a menos de 200 metros da bolsa de valores da Bovespa e abriga inúmeras redes autorizadas a se conectar a ele.
– De acordo com a empresa, eles são fornecedores preferidos no Brasil para muitos ecossistemas de negócios diversificados e prósperos, incluindo PMEs. Mais de 1.500 empresas colocam-se em data centers da Equinix no Brasil para se conectar a parceiros de negócios e clientes em suas cadeias de suprimentos digitais. Os serviços financeiros no Brasil são os principais usuários finais dos serviços de data center da empresa. De acordo com a pesquisa da empresa, 76% dos tomadores de decisão de TI apontaram a Interconexão como um facilitador fundamental na transformação digital. Portanto, ao optar pela interconexão, uma rota privada e segura para o tráfego de dados entre parceiros, empresas de vários setores podem responder com eficiência aos desafios da digitalização.

Espera-se que o setor de TI e telecomunicações tenha uma participação significativa

– TI e Telecom é o segmento de maior destaque para o Mercado de Data Center do Brasil. A demanda de infraestrutura de TI é a maior para este segmento. Os provedores de colocation, que adotam substancialmente os racks de data center, também são considerados no escopo do estudo no setor de TI e Telecom. De acordo com a Associação Brasileira de Software (ABES), o Brasil é o maior ecossistema de tecnologia da América Latina. Além disso, de acordo com os dados publicados pela Equinix, o investimento em TI na América Latina teve um crescimento de 1,3% em 2019 e espera-se uma alta de 4 a 5% em 2020. E em 2020, o investimento dos brasileiros na indústria de TI e no setor de telecomunicações será em torno de US $ 40-50 bilhões, respectivamente. Espera-se que isso forneça um grande impulso ao mercado de computação em nuvem e, portanto, também ao mercado de data center.
– A região está passando por enormes investimentos de provedores de TI e Telecom. Por exemplo, a Ascenty lançou seu Data Center Facility no Brasil de US $ 73 milhões, e a infraestrutura tem uma capacidade energética disponível de 20 MVA e 12.000 m² de área total. Até o final de 2020, a empresa pretende concluir mais quatro projetos, totalizando 17 data centers na América Latina (16 no Brasil e no Chile). Além disso, a Digital Colony Management anunciou a criação dos Data Centers Scala, uma plataforma de data center em hiperescala com sede em São Paulo, Brasil. Scala é o segundo investimento da Digital Colony Management, LLC no Brasil e o quarto na América Latina.
– A quantidade de dados que estão sendo armazenados e processados ​​por este segmento é enorme. O advento dos dados móveis e das assinaturas e seu uso rápido aumentaram o crescimento do tráfego de dados e, consequentemente, dos data centers no Brasil. Com a introdução do 5G e do Cloud, a demanda deve crescer exponencialmente na região. Devido a fusões e aquisições, o aumento da participação de mercado das empresas de TI & Telecom também está crescendo fortemente no Brasil. Por exemplo, em 2019, a Digital Colony adquiriu a fornecedora brasileira de soluções de infraestrutura de telecomunicações Highline do Pátria Investments. Em abril de 2020, também financiou a aquisição da Next Generation Data pela Vantage Data Centers e, em março, fechou a aquisição da Zayo por US $ 8,2 bilhões.
– Em abril de 2019, a Angola Cables inaugurou um data center em Fortaleza. O governo do Ceará estima que até o final de 2021 Fortaleza terá 18 cabos submarinos de fibra ótica em operação. Assim, a Angola Cables também anunciou um investimento de R $ 100 milhões no site, que deverá fornecer conectividade internacional através de SACS a empresas locais, telecomunicações e ISPs. Além disso, o governo brasileiro tem investido pesadamente na conectividade com a internet do país para preencher a lacuna tecnológica entre ricos e pobres, onde 83% da população brasileira tem acesso à internet. De acordo com a Cisco Systems Inc., o tráfego da Internet alcançará 4,8 Exabytes por mês em 2021, ante 2,1 Exabytes por mês em 2016.

Cenário competitivo
O mercado de Data Center do Brasil é fragmentado e a rivalidade competitiva é alta. Os principais participantes desse mercado são Arista Networks, Inc., Cisco Systems, Inc., Dell Technologies Inc., IBM Corporation, entre outros. Por meio de pesquisa e desenvolvimento, parcerias estratégicas e fusões e aquisições, eles conseguiram ganhar uma posição mais forte no mercado. Esses players estão gradativamente crescendo sua presença no mercado, oferecendo as mais recentes tecnologias, aumentando assim suas receitas no mercado.

– Abril de 2020 – Digital Colony Management LLC anunciou o estabelecimento de Scala Data Centers, uma plataforma de data center em hiperescala com sede em São Paulo, Brasil. No valor de US $ 300 a US $ 400 milhões, o scala Data Center será um dos maiores do Brasil, e a empresa tentará expandir a nova unidade por meio de aquisições.
– Setembro de 2019 – a IBM Corporation anunciou a construção de um segundo data center no Brasil, o terceiro na América Latina, para fornecer serviços de nuvem pública. Com isso, a IBM espera fornecer serviços em nuvem mais robustos, desde infraestrutura até serviços como inteligência artificial. Além do novo datacenter, a IBM também anunciou desembolsar US $ 10 milhões para o desenvolvimento de um centro de pesquisa e engenharia com foco em IA em São Paulo em parceria com a agência estadual de fomento à pesquisa Fapesp.

Razões para adquirir este relatório:
– A planilha de estimativa de mercado (ME) em formato Excel
– 3 meses de suporte de analista
Leia o relatório completo: https://www.reportlinker.com/p05989478/?utm_source=GNW

Sobre Reportlinker
ReportLinker é uma solução de pesquisa de mercado premiada. O Reportlinker encontra e organiza os dados mais recentes do setor para que você obtenha todas as pesquisas de mercado de que precisa – instantaneamente, em um só lugar.

__________________________

Clare: [email protected]
US: (339)-368-6001
Intl: +1 339-368-6001

.