Ministério da Saúde nega intenção de confiscar ou solicitar vacinas contra Covid-19


Anteriormente, o governador de Goiás, Ronaldo Caiado, disse ter ouvido de Pazuello que qualquer vacina registrada, produzida ou importada no Brasil, seria “solicitada, centralizada e distribuída aos estados pelo Ministério da Saúde” editar


Assine o Boletim 247

247 – O Ministério da Saúde informou na tarde desta sexta-feira (11) que não há nenhum plano em andamento com o objetivo de apreender ou solicitar vacinas no Brasil contra a Covid-19.

Anteriormente, o governador de Goiás, Ronaldo Caiado (DEM), que se reuniu com o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, disse ter ouvido do comandante da pasta que qualquer vacina registrada, produzida ou importada no país, seria “solicitada, centralizada e distribuído aos estados pelo Ministério da Saúde ”.

Segundo nota, “em nenhum momento o Ministério da Saúde se manifestou sobre o confisco ou a exigência de vacinas adquiridas pelos estados”.

A declaração de Caiado revoltou o governador de São Paulo, João Doria (PSDB), que considerou o gesto um “ataque ao federalismo”.

Inscrever-se, seja um membro e assista ao boletim 247 sobre o assunto:

O conhecimento liberta. saber mais

Você que chegou até aqui, muito obrigado por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 são financiados por sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de várias maneiras. Veja como em brasil247.com/apoio