Nacional (URU) dá início ao Palmeiras na Fifa para o Viña e irrita o clube – 08/04/2021

O Nacional (URU) convocou o Palmeiras para a Fifa por não pagar 7,5% dos direitos econômicos do lateral-esquerdo Matías Viña, previstos em cláusula contratual. A ação pegou o Verdão de surpresa e irritou os líderes alviverdes.

O Verdão já havia entrado em contato com os uruguaios para comunicar que cumpririam a cláusula e adquiririam o percentual do atleta para o valor estimado. Porém, o clube brasileiro tentou negociar com o Nacional o pagamento do valor definido. A resposta dos uruguaios, porém, veio na forma de um processo na Fifa.

“O Palmeiras exerceu, sem relutância e por iniciativa própria, a obrigação de adquirir mais 7,5% dos direitos da atleta Viña, que era um objetivo baseado no rendimento desportivo. Não é, portanto, a negociação inicial relacionada com o jogador “Isso está completamente completo. Quando a opção foi exercida, havia um pedido à Nacional para o parcelamento desse valor. Em vez de negociar com o Palmeiras, o clube uruguaio preferiu ligar diretamente para a FIFA. A partir de agora, diante desta situação, cumpriremos todos os ritos de defesa processual nos fóruns determinados. É importante frisar que não há risco de punição para o Palmeiras, já que se trata de um caso que está apenas no âmbito de uma reclamação na Fifa ”, afirmou o clube em nota enviada à Esportes.

O Verdão, agora, pode aguardar o julgamento do processo para quitar o valor referente à Vina com o grupo uruguaio. Internamente, o Palmeiras não vê risco de ser punido pela entidade máxima do futebol.

O clube brasileiro não exclui a possibilidade de acordo como tinha a intenção antes do processo, porém, após a ação dos uruguaios, não vê mais o caso como prioritário.

Depois de ingressar na Fifa, o Nacional voltou a entrar em contato com o Palmeiras em resposta à primeira oferta de pagamento do Verdão para quitar os valores devidos por Vina. O Palmeiras, porém, ainda não decidiu se responderá ou apenas aguardará a decisão da Fifa.

Source