O Corinthians sofre, mas consegue bom aproveitamento e encerra a fase classificatória do NBB com vitória

O Corinthians fechou a fase classificatória do NBB com grande destaque na noite desta quinta-feira. Em Brasília, o Timão venceu Campo Mourão por 74 a 86 e garantiu a sexta colocação na competição.

Apesar do ótimo primeiro quarto, quando o time do Alvinegra comandou totalmente as ações do jogo, o Timão sofreu. O time adversário buscou a reação nos trimestres seguintes, o Corinthians reduziu sua produção e enfrentou dificuldades. A grande “pedra no sapato” do Corinthians foi Cook, que venceu a maior parte das disputas contra a defesa do Corinthians.

O triunfo desta noite garantiu ao Corinthians a sexta colocação na fase de grupos, mesmo com jogos de outras equipes a serem disputados. A tendência é que o adversário da próxima fase seja o Caxias do Sul, que ocupa a 12ª colocação – dificilmente a posição da equipe será alterada. As oitavas de final do playoff, vale lembrar, são disputadas em três partidas.

O quinteto!

Fischer ainda está com dor de uma leve torção no tornozelo, mas ainda era o jogo. O técnico Demétrius Ferracciú não poupou nenhum jogador, mesmo com o Corinthians já classificado, e escolheu o time com Fischer, Fuller, Malcolm Miller, Arthur Bernardi e Renato Carbonari. Do outro lado da quadra, Frierson, Figueroa, Cook, Pajé e Lucão iniciaram o jogo.

Como foi a partida?

Primeiro quarto

Carbonari fez a primeira cesta no primeiro ataque do Corinthians, mas depois disso o time demorou para voltar a marcar. A próxima cesta veio com dois minutos de jogo, quando Miller fez três, e logo o Corinthians abriu 8 a 0 com lances livres de Fuller.

A três minutos e mais uma cesta do Corinthians, o técnico adversário pediu tempo. O intervalo não ajudou a colocar Campo Mourão em jogo e a equipa branca dominou por completo, trocando passes no campo de ataque sem qualquer dificuldade, até Fischer marcar de fora da área – 0 a 13.

O time adversário conseguiu marcar pela primeira vez com quase cinco minutos de jogo, quando Cook fez dois lances livres e converteu os dois. Essa, aliás, foi a única forma que a equipe encontrou para marcar nos primeiros minutos.

O Corinthians continuou dominando o jogo e chegou a abrir 5 a 21. A equipe de Demétrius aproveitou a maior parte das oportunidades criadas e bloqueou quase todas as tentativas do adversário. Assim, a quarta terminou em 12 a 27.

Segundo quarto

Campo Mourão aproveitou o primeiro minuto do quarto em que o Corinthians estava “off” para somar mais três pontos com Cook, mas logo Siewert fez a primeira cesta do Corinthians na quarta. A equipe adversária se dispôs a buscar o resultado e voltou empatada à quarta, reduzindo a diferença para nove pontos.

Com uma única cesta marcada na quarta em quase quatro minutos de jogo, o Corinthians viu seu desempenho cair muito e Campo Mourão não perdeu a oportunidade de crescer na quadra, o que fez Demétrius pedir tempo. Na retomada do jogo, Fuller voltou à quadra e ajudou na cesta marcada por Lucas Cauê – 21 a 31.

Aos seis minutos, a diferença era de apenas cinco pontos. O Corinthians contou com Miller para marcar novamente, mas continuou desperdiçando cestas, erro que o time adversário não cometeu mais. A quarta foi digna de esquecimento quase total do Timão, que praticamente não jogou, e terminou em 39 a 29.

Terceiro quarto

A sala começou equilibrada, com duas cestas de cada lado durante os primeiros dois minutos. A boa intensidade do Campo Mourão era menor e o Corinthians foi retomando gradativamente sua superioridade. Com três minutos, Carbonari fez uma boa cesta e depois Miller três para voltar para abrir uma boa vantagem para o Timão – 33 a 48.

Aos cinco minutos, as ações em quadra estavam mais equilibradas. Cook livrou-se de três Corinthians para marcar novamente. Ele era a grande força ofensiva da equipe adversária, e o Timão teve muita dificuldade em detê-lo.

Campo Mourão aproveitou as boas oportunidades criadas e tentou furar o marcador, mas Siewert e Fischer conquistaram mais seis pontos para o Corinthians. Os adversários não desistiram, mesmo com a melhora do Corinthians, e seguiram marcando em boas jogadas, principalmente com Cook e Castellón, mas a quarta terminou com vitória parcial do Timão por 52 a 67.

Quarto final

O período começou agitado, com cestas de Miller, Pedro Nunes e Siewert para o Corinthians e Cook para Mourão. O time alvinegra finalmente parecia ter encontrado um bom basquete no primeiro tempo e conseguido cestas seguidas com Arthur e Pedro Nunes, que fizeram o técnico adversário pedir tempo com 59-78 no placar.

O time do Corinthians manteve a boa produtividade, mas ainda não obteve sucesso para Cook no ataque. Aos cinco minutos, apenas o time de Campo Mourão havia conseguido marcar desde o tempo técnico e o placar estava de 64 a 78.

Na volta, Fischer, Fuller e Siewert marcaram pelo Corinthians, mas Cook e Castellon não deram paz à defesa do Corinthians. Os minutos finais foram muito disputados, mas a vitória do Corinthians se confirmou em 74 a 86.

Veja mais em: Basquete.

Source