O diretor sai da escola por fazer um estudante negro se desculpar de joelhos

O diretor de uma escola católica em Nova York, Estados Unidos, St. Martin de Porres Marianista, Renunciou ao cargo nesta quarta-feira (24) após fazer um estudante negro de 11 anos se ajoelhar em pedido de desculpas a um professor. Ele chamou a punição de uma “forma africana” de expressar arrependimento.

Após o incidente, ocorrido em 25 de fevereiro, o menino contou à mãe o ocorrido e explicou que a punição foi causada porque ele teria iniciado uma tarefa antes da hora marcada.

A partir de então, a mãe da aluna afastou o filho do ensino presencial e entrou em contato com a escola para tomar as medidas cabíveis à postura da diretora, que acabou sendo colocada em licença temporária.

Ao explicar o que aconteceu, John Holian, o diretor, disse que sugeriu que o menino se ajoelhasse e se desculpasse, pois havia aprendido essa abordagem com um pai nigeriano, que o apresentou com um “jeito africano” de se desculpar.

“Meu filho não é africano. Você generaliza todo mundo porque são negros? Você acabou de presumir que meu filho é nigeriano? Foi feito simplesmente porque ele era negro”, disse a mãe, em entrevista à CBS2.

Na quarta-feira, dia da renúncia do diretor, foi realizado um comício fora da escola, em apoio ao menino e sua família. Depois de aceitar a renúncia de John Holian, a escola emitiu um comunicado, dizendo que continua a revisar o incidente para garantir que algo como isso “nunca se repita de qualquer forma”.

A mãe da estudante disse que estava “em êxtase” com a demissão do professor. No entanto, ela ainda sente que apenas isso não foi suficiente e acredita que o professor envolvido no ato também precisa ser responsabilizado.

Apesar das manifestações de respeito e apoio ao aluno, houve pessoas que se posicionaram em defesa do diretor, conforme relatado pela rádio WPIX.

“Não vou entrar na onda porque pessoalmente tenho um filho nesta escola e [o diretor] não é racista. Para mim, ele tem sido uma figura paterna para meu filho “, disse Eleanor McCay ao rádio.

A decisão de renúncia, entretanto, é final e Shawn Lisa Torres, assistente social e administradora, foi nomeada a nova diretora do marianista São Martinho de Porres.

Source