Os produtores de soja do Brasil vendem cerca de 75,4 milhões de toneladas com antecedência, diz Safras


SÃO PAULO, 4 de dezembro (Reuters) – Os produtores de soja brasileiros venderam 56,5% de seus grãos com antecedência até 4 de dezembro, disse a Safras & Mercado, uma consultoria de agronegócio, em comunicado na sexta-feira.

Considerando que o Brasil deve colher 133,517 milhões de toneladas de sementes oleaginosas nesta temporada, o volume de soja pré-vendida chega a cerca de 75,403 milhões de toneladas, disse Safras.

“Houve poucos negócios em novembro, mesmo assim, as vendas contratadas estão bem acima da média”, disse Safras.

No momento da safra passada, as vendas futuras da commodity de exportação mais valorizada do Brasil representavam 37,8% da safra estimada, segundo dados da Safras. A média histórica é de 34,5%.

Restava muito pouca soja da safra anterior no mercado interno, o que levou o Brasil a recorrer à importação de soja em 2020. Exportador líquido de alimentos, o Brasil vendeu grandes volumes para a China e ficou com pouco para uso interno durante a entressafra período.

Os agricultores têm apenas 1,4 milhão de toneladas estimadas para comercializar a partir da produção de 2019/2020, disse Safras.

Segundo dados do governo, o Brasil importou 625 mil toneladas de soja nos primeiros 10 meses do ano, a maior quantidade desde 2003, sendo a maior parte proveniente do vizinho Paraguai.

As importações incluíram uma rara compra de 30.500 toneladas de soja americana, que atualmente está sendo descarregada de um navio no porto de Paranaguá. (Reportagem de Ana Mano Edição de Chris Reese)

© Copyright Thomson Reuters 2020. Clique para restrições – http://about.reuters.com/fulllegal.asp