Pena de morte: quem era Brandon Bernard, executado ‘às pressas’ antes do final do governo Trump


  • Alessandra corrêa
  • De Washington (EUA) para a BBC News Brasil

Legenda da foto,

Brandon Bernard foi morto em 10 de dezembro por injeção letal na prisão federal em Terre Haute, Indiana

Poucas semanas antes de o presidente Donald Trump deixar o cargo, o governo federal dos Estados Unidos está acelerando a execução de prisioneiros no corredor da morte em um esforço considerado sem precedentes. Até agora, ocorreram nove execuções federais, durante todo este ano.

O décimo está marcado para esta sexta-feira (11/12), quando Alfred Bourgeois, 56, receberá a injeção letal na penitenciária federal de Terre Haute, no Estado de Indiana.

Na noite de quinta-feira (10/12), um dos casos mais notórios teve seu desfecho: o governo federal executou Brandon Bernard, em Terre Haute.

Bernard foi condenado por participar do sequestro e morte de Todd e Stacie Bagley em 1999 no Texas. Ele tinha 18 anos na época do crime e foi condenado à morte em 2000, sendo um dos mais jovens a receber a pena de morte federal no país.