Polícia prende seis ladrões especializados em roubo de relógios de luxo na Zona Sul


A Polícia Civil prendeu na terça-feira seis integrantes de uma quadrilha especializada em furto de relógios Rolex. Segundo os investigadores, o grupo que atuava principalmente na Zona Sul da capital foi responsável pela tentativa de roubo de um delegado e sua família, no último domingo, 29, na saída de um restaurante do Jardim Botânico.

Drogas: PF apreende 2,5 toneladas de cocaína pura, a maior de sua história no RJ

Os criminosos foram flagrados em flagrante no bairro de Taquara, Zona Oeste do Rio, por policiais da 15ª DP (Gávea) e da Delegacia de Repressão a Crimes Contra a Propriedade Imaterial (DRCPIM). Cinco deles foram identificados: Renan Gouveia, Erick Oliveira dos Santos, Mateus de Paula Abreu, Tiago dos Santos Pereira e Paulo Ricardo de Oliveira Moraes.

Três dos presos eram paulistas, um mineiro e dois cariocas. Houve um confronto após a chegada da polícia e um dos integrantes, Renan Gouveia, foi baleado. Ele foi resgatado no Hospital Lourenço Jorge, na Barra da Tijuca.

O grupo apreendeu nove relógios Rolex, uma marca Invicta, uma pistola, um revólver, pistola e munição de rifle, além de um carregador de rifle e duas granadas. Os presos responderão por crimes de organização criminosa, porte de arma de uso restrito, recepção e resistência.

Seis criminosos foram presos em uma residência no bairro de Taquara, na Zona Oeste.

Segundo o “G1”, o grupo atuava em São Paulo e foi investigado pela polícia local. Eles planejavam ficar no Rio por três meses. Os criminosos ficaram em Copacabana, na Zona Sul, mas fugiram para a Zona Oeste após a frustrada ação do fim de semana.

– Eles foram até a porta de hotéis e restaurantes da Zona Sul da cidade e atacaram. Eles pretendiam ficar aqui três meses – explicou o delegado Maurício Demétrio, titular da.

Família no crime: Polícia Civil prende filha de Elias Maluco e explode laboratório de produção de skank

Tentativa de agressão

A vítima da tentativa de assalto no domingo era titular da DRCPIM. Segundo fontes policiais, Demétrio estava saindo do restaurante Rubayat quando um bandido em uma motocicleta se aproximou do carro do policial. Demetrius estava fora do veículo, mas sua esposa estava no banco do passageiro e se rendeu.

Ao perceber a ação do criminoso, o deputado disparou. O bandido também atirou, mas fugiu com a arma na mão. Na corrida, ele deixou a bicicleta em frente ao restaurante. O caso foi registrado na 15ª DP.