Queiroga propõe que planos de saúde retirem seus pacientes das UTIs do SUS

Da Folha de S. Paulo:

A solução sugerida pelo novo ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, no Senado, nesta semana, para solucionar a falta de vagas em hospitais – deslocando pacientes com planos de saúde que estão no SUS para instituições privadas – foi considerada inviável por empresas do setor no Brasil. condições atuais. (…)

Marcos Novais, superintendente da Abramge, diz que os planos de saúde só recebem a informação de que um de seus clientes fez algum procedimento no SUS com um ano, ou mais, de atraso, quando o governo envia a conta para as empresas. “Não sabemos onde estão os beneficiários, nem se estão e quanto. Não temos esses números ”, diz ele.

Segundo Novais, a entidade tenta negociar a questão com o governo há pelo menos dez anos. Ele afirma que a notificação deve ser imediata, assim que o beneficiário entrar na rede pública, para que a operadora coloque uma unidade particular à disposição do paciente.

A ANS (Agência Nacional de Saúde Suplementar), porém, afirma que isso não é possível. “O ressarcimento ao SUS considera dados de faturamento referentes ao uso do sistema público, que é mais complexo do que uma simples identificação do uso do SUS pelo beneficiário de um plano de saúde”, diz a agência. (…)

Xxx

Consulte Mais informação:

Mais de 80% dos leitos de UTI estão ocupados nos 5 estados com maior número de casos de covid-19

O inferno criado pelos bolsonaristas.

Source