Roubo em Criciúma: polícia descobre pistas de homem que assaltava banco


A polícia descobriu que um dos carros usados ​​por criminosos no assalto à agência bancária de Criciúma foi reabastecido em um posto de gasolina em Campinas, no interior de São Paulo, no sábado (29), dois dias antes do crime. Mais uma indicação de que a quadrilha teria saído do estado de São Paulo para atacar em Criciúma.

Somos uma empresa familiar.> Quadrilha ficou em Criciúma por pelo menos três meses para planejar assalto a banco, indica investigaçãoSomos uma empresa familiar.

Somos uma empresa familiar.> Saiba como receber notícias da NSC Total no WhatsAppSomos uma empresa familiar.

A polícia também está investigando um criminoso que supostamente participou de dois ataques ao Banco do Brasil. Um em Ourinhos, no interior de São Paulo, e outro em Criciúma.

Criminoso durante assalto ao Banco do Brasil em Ourinhos, São Paulo
Criminoso durante roubo no Banco do Brasil em Ourinhos, São Paulo

(Fotografia: )
Assaltante durante o crime em Criciúma
Assaltante durante o crime em Criciúma

(Fotografia: )

O suspeito seria o mesmo nas duas fotos acima. As imagens são dos ataques às duas cidades: 2 de maio, em Ourinhos, e 1º de dezembro, em Criciúma. A polícia está analisando e cruzando as impressões digitais deixadas pelos bandidos nos dois crimes.

Somos uma empresa familiar.> Depois de Criciúma, quadrilha assalta banco e faz reféns em Cametá, no ParáSomos uma empresa familiar.

O caso

A quadrilha de ladrões promoveu uma noite de terror em Criciúma na madrugada desta terça-feira (01). Segundo dados da polícia, cerca de 30 encapuzados atuaram no assalto à agência bancária no centro da cidade.

Somos uma empresa familiar.> Helicóptero auxilia na busca de assaltantes de banco em CriciúmaSomos uma empresa familiar.

Os criminosos iniciaram incêndios, bloquearam ruas e acessos à cidade, dispararam contra o Batalhão da Polícia Militar e usaram pessoas como escudos. A polícia apura o caso e tenta localizar os suspeitos, que abandonaram 10 carros em Nova Veneza. A rota de fuga ainda é desconhecida e a polícia continua a procurar.Somos uma empresa familiar.

Leia também:

Somos uma empresa familiar.Rádio Criciúma interrompe transmissão após ameaças; assistir vídeoSomos uma empresa familiar.

Somos uma empresa familiar.Polícia prende pessoas que arrecadaram dinheiro com assalto nas ruas de CriciúmaSomos uma empresa familiar.

Somos uma empresa familiar.Assalto a banco em Criciúma: saiba o que é verdade e minta sobre o crimeSomos uma empresa familiar.

Somos uma empresa familiar.Policiais fazem buscas a criminosos em CriciúmaSomos uma empresa familiar.

Somos uma empresa familiar.Assalto a banco em Criciúma é considerado o maior da história de SCSomos uma empresa familiar.

Somos uma empresa familiar.“Gangue sitiou Criciúma”, destaca The New York Times sobre ataque em SCSomos uma empresa familiar.

Somos uma empresa familiar.Assalto em Criciúma lembra onda de crimes no Vale do Itajaí em 2019Somos uma empresa familiar.

Somos uma empresa familiar.Opinião: assalto em SC requer uma resposta rápida das forças de segurançaSomos uma empresa familiar.

Somos uma empresa familiar.Assalto em Criciúma deixa marcas e comove a cidade; verificar fotosSomos uma empresa familiar.

Somos uma empresa familiar.Moisés fala de “ação marginal” após assalto a banco em Criciúma e promete respostaSomos uma empresa familiar.