Sem óculos de sol! Aprenda a observar o eclipse solar de hoje – 14/12/2020

Em tempos de confinamento, um espetáculo da natureza ajuda a tirar um pouco da monotonia, certo? Então você pode comemorar. Nesta segunda-feira (14) haverá um eclipse solar, um dos fenômenos mais aguardados pelos entusiastas da astronomia.

O eclipse solar ocorre quando a Lua se interpõe entre a Terra e o Sol, ocultando, total ou parcialmente, sua luz. Mas não fique tão animado. Apenas em algumas regiões do Chile e da Argentina será possível observar o eclipse em sua totalidade – quando o diâmetro aparente da Lua é maior que o do Sol, bloqueando toda a luz solar direta. Aqui no Brasil, ele será visto apenas parcialmente em algumas cidades do final da manhã até o início da tarde.

“Um eclipse do Sol é sempre visto como total em apenas uma faixa estreita sobre a superfície da Terra. Desta vez, será apenas no sul do Oceano Pacífico, ao sul do Oceano Atlântico e em uma pequena região do Chile e Argentina “, ele explica o pesquisador do Observatório Nacional Josina Oliveira.

O eclipse será visto como parcial no Oceano Pacífico, no centro e no sul da América do Sul, na região do extremo sudoeste da África e na Antártica. Especificamente no Brasil, ela será vista parcialmente nas regiões Sul, Sudeste e partes das regiões Centro-Oeste, Nordeste e Norte. Quanto mais ao sul, maior será a porção do disco do sol que será escurecida.

O site Hora e Data informa se será possível observar o fenômeno em sua cidade. Na cidade de São Paulo, por exemplo, o eclipse parcial terá início às 12h45, atingirá seu pico (ocultação de 32% do disco solar) às 14h05 e terminará às 14h05. 15h16

A faixa indica os locais onde a sombra da lua será projetada na Terra; quanto mais escura a tira, maior será a ocultação

Imagem: Reprodução / Hora e Data adaptada para Jorge Meléndez

Para garantir uma boa visibilidade do eclipse, ainda é necessário esperar uma ajudinha dos céus para que as nuvens não obscureçam o espetáculo. Veja como ficará a previsão do tempo em algumas capitais onde o fenômeno pode ser observado, nos horários de pico:

  • Porto Alegre: ápice às 13:51 (54%): 27 ° C, parcialmente nublado
  • Florianópolis: ápice às 13h58 (45%): 25 ° C, nublado
  • Curitiba: pico às 13h57 (37%): 26 ° C, com possibilidade de chuva
  • São Paulo: pico às 14h05 (32%): 29 ° C, com possibilidade de chuva
  • Rio de Janeiro: pico às 14h14 (31%): 31 ° C, com possibilidade de chuva
  • Belo Horizonte: ápice às 14h13 (21%): 28 ° C, parcialmente nublado
  • Brasília: ápice às 14h03 (8,5%): 29 ° C, parcialmente nublado
  • Salvador: pico às 14h30 (6%): 28 ° C, sol

Como observar

Testemunhar um eclipse solar requer alguns cuidados para não prejudicar sua visão. A primeira é que você não pode assistir ao evento diretamente. Entre os instrumentos usados ​​para observar o fenômeno estão óculos especiais ou máscara de soldador.

Também podem ser usados ​​telescópios, binóculos e câmeras, mas somente se tiverem filtros adequados na lente ou na abertura, que permitam direcioná-los para o sol. Óculos de sol convencionais, folhas de raio-X ou negativos de filme não podem ser usados ​​- todos esses métodos podem causar danos permanentes à sua visão.

Uma dica dada por Josina Oliveira, do Observatório Nacional, vai usar como filtro um vidro de soldador número 14 ou superior, que pode ser encontrado em lojas de ferragens. “Mesmo com esse copo só é possível olhar por cerca de 30 segundos, tendo que parar um pouco”, ensina.

Para quem não poderá presenciar o eclipse ou quiser vê-lo de diversos ângulos, haverá transmissões ao vivo de diversas fontes – incluindo a própria Nasa e o site Exploration, com imagens do Chile.

Source