SP começa a vacinar agentes de segurança em todo o estado contra o coronavírus

São 180 mil doses disponibilizadas à Secretaria de Segurança Pública para atendimento aos profissionais que terão esquema vacinal próprio

O governador João Doria acompanhou nesta segunda-feira (5), na Academia de Polícia Militar de Barro Branco, o início da vacinação dos profissionais das forças de segurança de todo o Estado de São Paulo contra o coronavírus.

Veja também
O local da vacina já pré-registra a imunização contra COVID-19
Guia de prevenção para o novo coronavírus
As medidas adotadas pelo Governo de SP no combate ao coronavírus

“A partir de hoje, 180 mil profissionais de segurança começam a ser vacinados em todo o Estado de São Paulo. São profissionais da ativa na Polícia Civil, Militar e Técnico-Científica, Corpo de Bombeiros, Agentes Penitenciários, Guardas Civis Metropolitanos, Polícia Federal, Polícia Rodoviária Federal e Fundação Casa. Em 10 dias, praticamente todos nessa população de profissionais de segurança estarão vacinados ”, disse Doria.

A campanha acontece com uma grande operação logística montada para distribuir cerca de 180 mil doses da vacina, que foram disponibilizadas aos agentes em mais de 80 unidades da Polícia Militar do Estado. O objetivo da medida é evitar a aglomeração de postos de saúde públicos, onde continua a campanha de vacinação para o restante da população.

A vacinação é exclusiva dos profissionais que atuam em instituições, com exceção daqueles que não atendam aos critérios médicos estabelecidos pelas autoridades de saúde, como gestantes, nutrizes, com COVID-19 há 30 dias ou menos. Para receber a imunização, os profissionais de segurança podem se cadastrar com antecedência em https://vacinaja.sp.gov.br. No entanto, o registro não é obrigatório.

A estrutura montada pela Secretaria de Segurança Pública do Estado para imunização de agentes conta com 82 postos de vacinação vinculados a unidades da Polícia Militar. Serão 21 na capital, nove na Grande São Paulo, sete na região de Campinas, sete na região de Sorocaba, sete na região de Ribeirão Preto, seis na Baixada Santista, seis na região de Piracicaba, cinco na região de Bauru, quatro na região de São José do Rio Preto, quatro na região de Presidente Prudente, quatro na região de São José dos Campos e dois na região de Araçatuba.

Prevenção e cuidado

Desde o início da pandemia, a Secretaria de Segurança Pública tem tomado todas as medidas necessárias e recomendadas pelas autoridades sanitárias para garantir a proteção dos agentes contra a COVID-19. Mais de R $ 27 milhões foram investidos na aquisição e distribuição de EPIs (Equipamentos de Proteção Individual), como máscaras, luvas, aventais descartáveis, álcool gel, protetor facial para servidores e agentes de segurança, além de limpeza de ambientes de trabalho, veículos e laboratórios.

Todo policial com suspeita ou diagnóstico de COVID-19 foi ou é devidamente demitido, conforme orientação médica. A Secretaria de Segurança Pública acompanha o quadro clínico, prestando todo o suporte necessário para a recuperação de seus agentes.

Source