SUS não tem pulmão artificial “famoso” na luta de Paulo Gustavo – Capital

O ator Paulo Gustavo faz tratamento com pulmão artificial. (Foto: Reprodução / Instagram)

Os partidários da recuperação do ator Paulo Gustavo, protagonista de “Minha Mãe é uma Play” e que desde 13 de março luta contra o covid-19, popularizaram a sigla Ecmo (Oxigenação por Membrana Extracorpórea).

Porém, o pulmão artificial não existe no SUS (Sistema Único de Saúde) de Campo Grande. A terapia é oferecida apenas em hospitais privados, que atendem convênios privados e de saúde. Para quem pode pagar, o custo médio é de R $ 30 mil.

“Por ser um tratamento de altíssimo custo, tanto no valor da máquina quanto na equipe a ser empregada para acompanhar um único paciente, ainda não está disponível para o SUS”, informa a Sesau (Secretaria Municipal de Saúde).

Ainda de acordo com a secretaria, a máquina é de uso experimental para o tratamento do covid-19 e substitui o pulmão. Como a hemodiálise, quando uma máquina filtra o sangue de rins crônicos, o Ecmo deixa os pulmões em repouso, um “fôlego”, em recuperação por covid, que tem uma das características de ser agressivo com o aparelho respiratório.

Unidade da Proncor na Chácara Cachoeira, em Campo Grande.  (Foto: Paulo Francis)
Unidade da Proncor na Chácara Cachoeira, em Campo Grande. (Foto: Paulo Francis)

Na capital, o relatório apurou que a máquina é encontrada, por exemplo, na Santa Casa (mas não pelo SUS), Hospital da Cassems (Caixa de Atendimento aos Servidores do Estado de Mato Grosso do Sul), Hospital da Unimed e Proncor .

Dois pacientes com covid-19 usaram terapia com Proncor. Um foi transferido para continuar o tratamento em São Paulo e o outro faleceu.

O Hospital da Unimed informou nesta segunda-feira que até o momento nenhum paciente com covid, admitido na unidade hospitalar, tinha indicação clínica para o uso da terapia.

Segundo a Santa Casa, o aparelho já foi usado em alguns casos de cirurgia cardiovascular. Mas o uso não é pago pelo SUS.

Situações extremas – Os ventiladores mecânicos levam o ar aos pulmões, onde a respiração é feita pelo paciente. Já o Ecmo assume o papel de órgão, realizando as trocas gasosas.

“Ecmo é uma membrana respiratória extracorpórea, usada em situações extremas. Onde o sangue sai do organismo do paciente entra no aparelho, é oxigenado e é retirado o gás carbônico ”, afirma o presidente da Sociedade de Pneumologia e Tisiologia de Mato Grosso do Sul e médico do HU (Hospital Universitário), Henrique Ferreira. de Brito.

A circulação do sangue para fora do corpo é feita por meio de dois cateteres. Nessa dinâmica, a máquina faz as trocas gasosas, por onde sai o gás carbônico e entra o oxigênio, o que mantém o organismo funcionando.

Source