Tensão supera 48 horas no Complexo da Alma em São Gonçalo


Relatos apontam para intensos tiros que puderam ser ouvidos nos bairros Amendoeira, Coelho e Vila Candoza. Foto: via Grupo Plantão Enfoco

A guerra entre facções que começou dias atrás no Complexo da Alma, em São Gonçalo, voltou a atormentar os moradores na noite desta terça-feira (1º). Residentes relatados por meio dos canais de Foco no Foco filmagem intensa nos bairros Amendoeira, Coelho e Vila Candoza, logo após as 20h. Os registros também foram notificados por meio da plataforma Fogo Cruzado.

Segundo informações repassadas ao Portal dos Procurados (98849-6099), a guerra no Complexo da Alma não dá trégua e os traficantes do Terceiro Comando Puro (TCP) teriam conseguido permanecer na comunidade 590.

“A guerra continua. Só Deus! Não podemos nem sair de casa. Os tiros acertaram na parede ”, disse a moradora, que não teve sua identidade revelada.

“É uma sensação horrível, até acalmei. No domingo, acordei às 3 da manhã e não dormi mais. Já arrumei minhas coisas para sair daqui, não posso continuar. Em todos os lugares é ruim, mas aqui é muito pior ”

Por meio das redes sociais, perfis ligados ao crime organizado tornaram-se uma espécie de ‘big brother do tráfico’, mostrando execuções bárbaras de rivais.

A guerra entre as facções criminosas Comando Vermelho (CV) e Terceiro Comando Puro (TCP), na região, já dura mais de 48 horas, como é o caso desta terça-feira à noite. Os próprios moradores explicam que há momentos de filmagem mais intensa.

Os rivais são capturados e torturados. Foto via Grupo Plantão Enfoco

O complexo, que abrange os bairros Amendoeira, Coelho e Vila Candoza, serviu de base para o TCP no município, mas foi invadido por criminosos do Comando Vermelho (CV) no último domingo (29). Moradores locais disseram que o intenso tiroteio começou por volta das 14h e durou até a noite.

Nesta segunda-feira (30), traficantes do TCP teriam tentado retomar o controle das comunidades. Segundo a plataforma Fogo Cruzado, houve dois registros de confrontos na região durante a noite. O primeiro foi no Morro da Alma, às 22h32, e o segundo, no Amendoeira, às 23h48.

.