Turquia registra registro de novos casos de Covid-19 desde o início da pandemia | Mundo

Pessoas caminham pela Ponte Galata, em Istambul, maior cidade da Turquia, nesta quarta-feira (7) – Foto: Ozan Kose / AFP

Turquia relatou mais de 50.000 novos casos de infecção por Covid-19 nesta quarta-feira (7), ocorre o maior número de registros diários desde o início da pandemia do coronavírus, há mais de um ano.

O país, que registrou 54.740 novos casos e 276 mortes, está imerso na terceira onda da Covid-19. A doença já matou 32.943 pessoas na Turquia, que tem 83 milhões de habitantes, segundo dados oficiais.

O aumento dos contágios forçou o governo a apertar as restrições que havia afrouxado no início de março. Grande parte da Turquia se declarou uma área de alto risco de infecção, incluindo a capital Ancara e Istambul.

O governo anunciou o retorno do toque de recolher noturno no fim de semana nas cidades de alto risco, juntamente com outras medidas durante o próximo mês do Ramadã.

Durante este período de jejum para os muçulmanos, que este ano acontecerá de meados de abril a meados de maio, o confinamento será decretado nos finais de semana. Os restaurantes só podem servir comida para viagem.

  • VER TAMBÉM: A Arábia Saudita restringe a peregrinação no Ramadã a vacinados e recuperados

Profissionais de saúde são vacinados com CoronaVac, uma vacina contra Covid-19 da farmacêutica chinesa Sinovac Biotech, em Istambul. A Turquia iniciou a vacinação em 14 de janeiro de 2021. – Foto: Emrah Gurel / AP

O presidente turco Recep Tayyip Erdogan expressou confiança na quarta-feira que essas medidas ajudarão a reduzir o número de casos antes do início da temporada turística em maio.

De acordo com uma pesquisa do site Our World in Data, que compila dados com a Universidade de Oxford, quase 9% da população turca recebeu as duas doses da vacina. Um dos imunizantes incorporados no país é o CoronaVac, produzido pelo laboratório chinês Sinovac. No entanto, há previsão de atraso na entrega das novas doses.

VÍDEOS: Vacinas contra Covid-19

Source