TV fecha contrato com o Juventude por Brasileirão até 2024

O Juventude assinou contrato de direitos de transmissão com o Grupo Globo nesta segunda-feira (5) para exibição de jogos do Campeonato Brasileiro na TV aberta e no pay-per-view até 2024. Com isso, apenas Cuiabá, recém-promovido Série A, não tem um contrato de televisão.

A notícia foi confirmada pela emissora em nota. Pelo acordo, o clube de Caxias do Sul entra na divisão de contratos de TV aberta com os outros 18 clubes da Série A. Chamada de divisão “40-30-30”, 40% do valor total será dividido igualmente no início da competição, em maio. Esse valor normalmente ultrapassa R $ 20 milhões para cada clube.

As outras duas fatias de 30% dependem do número de partidas transmitidas e da posição final na tabela do Brasileirão. Desclassificada, a equipe não tem direito ao último item. O contrato só é válido enquanto o Juventude estiver na Série A. Caso o clube caia, ele entra no contrato da Série B, que prevê o pagamento de R $ 6 milhões por clube em contrato firmado com a CBF.

No pay-per-view, o Juventude receberá um valor proporcional ao número de torcedores que se inscreveram no serviço para ver o clube gaúcho. Para isso, é importante trabalhar com os torcedores para que eles se inscrevam no Premiere e declarem seu apoio ao time.

Na TV fechada, o Juventude tem convênio com a TNT Sports e terá seus jogos contra seis outros clubes do Brasileirão 2021 exibidos pelo projeto TV paga. O contrato de TV paga também vai até 2024.

Com isso, apenas a situação em Cuiabá está indefinida. O clube do Meio-Oeste rejeitou a primeira proposta da Globo de direitos em todas as mídias. Por enquanto, não há negociações entre Globo e Cuiabá.

Veja a situação do seu clube com a TV pelo Brasileirão em 2021:

Nenhum contrato em qualquer mídia

Cuiabá

Globo (TV aberta) e Turner (TV fechada)

Atlético

Globo (TV aberta e PPV) e Turner (TV fechada)

Ceará, Fortaleza, Paysandu, Juventude, Santa Cruz, Paraná, Palmeiras, Santos, Bahia e Ponte Preta

Globo (TV aberta, TV fechada e PPV)

Internacional, CRB, CSA, Vitória, Atlético-GO, Goiás, Vila Nova, Atlético-MG, Cruzeiro, América-MG, Boa Esporte, Sport, Náutico, Londrina, Botafogo, Flamengo, Fluminense, Vasco, Grêmio, Brasil-RS, Avaí, Chapecoense, Figueirense, Corinthians, São Paulo, Bragantino, São Bento, Coritiba e Oeste.

Source