Variante de COVID do Brasil encontrada em paciente de Chicago é o primeiro caso em Illinois, diz a Northwestern Medicine

CHICAGO – O primeiro caso de Illinois de uma variante mais contagiosa do COVID-19 do Brasil foi identificado em um paciente em Chicago.

Pesquisadores da Northwestern Medicine disseram que primeiro identificaram o P.1. variante, que foi encontrada pela primeira vez no início deste ano em viajantes do Brasil durante uma triagem em aeroporto de Tóquio. A variante brasileira já foi encontrada em vários outros países.

“Nós o identificamos por meio de nosso programa de pesquisa após mutações no vírus ao longo do tempo na área de Chicago”, disse o Dr. Egon Ozer, professor assistente de medicina em doenças infecciosas na Northwestern e médico da Northwestern Medicine.

Northwestern disse que quando o Departamento de Saúde Pública de Chicago acompanhou o indivíduo, uma outra pessoa na casa também não estava bem com COVID-19. No entanto, ninguém na casa relatou ter viajado para fora de Illinois, disse o CDPH.

Pesquisadores da Northwestern disseram que há evidências que sugerem que essa variante pode se espalhar mais facilmente do que outras cepas circulantes de COVID-19. Também existem preocupações de que a forma mutada do vírus diminuirá a suscetibilidade do vírus à imunização por vacinação ou infecção anterior.

“Isso significa que, se alguém já foi infectado com COVID-19, o sistema imunológico pode não combater com eficácia uma segunda infecção com essa variante”, disse Ozer. “Também há alguma preocupação de que as vacinas atuais possam não ser tão eficazes na prevenção de COVID-19 sintomático com esta variante, embora o grau em que elas diferem não seja claro”.

Um caso de P.1. foi identificado pela primeira vez nos Estados Unidos no final de janeiro em Minnesota e, desde então, foi identificado em vários outros estados.

O vídeo no player acima é de um relatório anterior.

Source