Violência nos EUA: país registra pico de homicídios em ano marcado pela pandemia


  • Alessandra corrêa
  • De Washington (EUA) para a BBC News Brasil

Em um ano marcado pela pandemia do coronavírus, crise econômica e protestos contra a brutalidade policial, várias cidades americanas registram aumento no índice de homicídios.

A tendência é verificada em diferentes análises, feitas tanto por órgãos governamentais, como o FBI (polícia federal americana), quanto por pesquisadores independentes, e o aumento ocorre em todas as regiões do país, em grandes e pequenas cidades, governadas por democratas e republicanos.

Em muitos casos, os números já ultrapassam marcos históricos. Los Angeles registrou mais de 300 homicídios este ano, o que não acontecia desde 2009. Oakland, também na Califórnia, ultrapassou a marca de 100 homicídios pela primeira vez em sete anos.

Analistas apontam que ainda é cedo para saber o que está causando esse aumento e apontam que os números, embora maiores do que no ano passado, ainda estão bem abaixo dos índices de criminalidade registrados há algumas décadas.